|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Espanha é o país que mais controla empresas em Portugal

18 abr, 2016 - 15:23 • João Carlos Malta

O investimento espanhol vale mais de 77 mil empregos. A banca é o sector com mais penetração de capital estrangeiro. Apenas 3% das empresas portuguesas têm accionistas não portugueses.

A+ / A-

Espanha surge destacada entre os países com maior controlo de empresas em Portugal, num estudo divulgado esta segunda-feira pela consultora Informa D&B.

A liderança espanhola traduz-se quer em valor de investimento (90,3 mil milhões de euros), quer em quantidade de empresas (1843 empresas - incluindo empresas comerciais, banca e seguros). O segundo país mais representado é a França, mas com apenas um terço, quer em volume, quer em quantidade do que os espanhóis.

Segundo a primeira edição do estudo "Participação estrangeira no capital das empresas portuguesas", realizado pela Informa D&B, dos 90,3 mil milhões de euros de capital espanhol que controlam empresas portuguesas, quase dois terços (59 mil milhões de euros) estão canalizados para a banca. Os restantes países com mais empresas controladas privilegiam as empresas comerciais.

Para se ter uma ideia do domínio espanhol no investimento em Portugal, constata-se que, todos juntos, os quatro países que se lhe seguem – França, Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha – não chegam ao volume que a Espanha representa.

A grande concentração do capital estrangeiro ocorre nas empresas de maior dimensão. Se olharmos para a totalidade do tecido empresarial, apenas 3% das empresas tem participação estrangeira. Ainda assim, esta participação está presente em 64% das grandes empresas. Entre as microempresas não vai além dos 2%.

O sector financeiro é o que tem maior penetração de capital estrangeiro: um quarto (25%) da banca e quase metade (49%) das seguradoras portuguesas contam com participação estrangeira no capital.

O capital espanhol vale, segundo este estudo que se reporta a dados de 2014 e a um universo de mais de 289 mil empresas, 77. 744 empregos em Portugal e as empresas com participações de empresas com sede em Espanha valem 15 241 milhões em volume de negócios.

O estudo é divulgado no dia em que o espanhol CaixaBank lançou uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o BPI.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rafael
    21 abr, 2016 sevilla 22:08
    A favor unificacion le llamamos Iberia.
  • juan
    18 abr, 2016 Espanha 18:42
    Em um mundo global Portugal e Espanha foram melhor em conjunto. É a única maneira de ter uma forte influência a nível europeu e global, porque um país de quase 60 milhões de habitantes seria um grande ator internacional. Viva o iberismo!
  • Espanõl Rabudo
    18 abr, 2016 Castilla 17:02
    Sendo assim razão têm os "Amaricanos" (sempre eles, burros que nem portas) quando dizem (ou diziam) que Portugal é uma província Espanhola! E o burro sou eu?
  • VICTOR MARQUES
    18 abr, 2016 Matosinhos 16:26
    OUTRA VEZ OS FILIPES?!!!...