|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Sócrates acusa Ministério Público de “terrorismo de Estado"

04 abr, 2016 - 00:11 • Paulo Ribeiro Pinto

Antigo primeiro-ministro escreveu mais um artigo em que responde ao Ministério Público e lamenta a falta de apresentação de provas.

A+ / A-

O ex-primeiro-ministro José Sócrates acusa o Ministério Público de estar a praticar “terrorismo de Estado" e volta a criticar a falta de uma acusação formal na “operação Marquês".

José Sócrates responde ao Ministério Público, que decidiu alargar por mais seis meses o prazo para a dedução de uma acusação, num artigo publicado esta segunda-feira no Jornal de Notícias, intitulado "Um processo excepcional".

No artigo, Sócrates sublinha que, um ano e meio depois da detenção, não foram apresentadas provas.

“Primeiro detiveram dizendo que tinham provas definitivas e concludentes. Três meses depois, a prova estava “consolidada”. Aos seis meses, estava “consistente” e “robusta”. Nove meses depois estava... sei lá, de betão armado. Dezasseis meses depois, nem factos, nem provas, nem acusação. Agora querem mais seis meses, e depois se verá. Até onde levará o Ministério Público tal abuso?”, escreve.

O antigo primeiro-ministro fala do desrespeito pelas garantias e direitos e lembra que o prazo já foi ultrapassado, acusando o Ministério Público de abuso e de ter colocado a investigação “fora da lei".

José Sócrates sugere que está a ser “tratado de forma excepcional" num processo que “em tudo é excepcional”.

Sócrates, que foi detido em Novembro de 2014, é investigado por suspeitas de corrupção, branqueamento e fraude fiscal qualificada.

Na passada quarta-feira, o director do Departamento Central de Investigação e Acção Penal deu ao procurador titular da "Operação Marquês" mais seis meses - até 15 de Setembro - para concluir o inquérito que envolve o ex-primeiro-ministro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria Mercês
    11 abr, 2016 Santarém 14:55
    Terrorismo ...... e o que ele fez ao País ? O que foi ? Ganancia e enriquecimento fácil, como se deve classificar ?
  • Fields
    05 abr, 2016 Lx 00:35
    A ser verdade que o ministério público está a cometer uma ilegalidade ao adiar por mais seis meses a acusação ao marquês, a quem cabe a responsabilidade de processar o ministério público e o procurador que cometeu a ilegalidade. Pelos vistos a lei não é igual para todos. Há uns tempos alterou-se a lei para acabar com os expedientes dilatórios usados pelos advogados, mas parece que afinal não são só os advogados a recorrer a expedientes. Ė no mínimo estranho que a acusação demore tanto tempo a sair, das duas uma, ou os gajos estão à rasca com a acusação, ou querem fazer uma acusação triunfal com direito a condecoração pelo presidente da republica.
  • R Mendes
    05 abr, 2016 Lisboa 00:27
    E um santinho...
  • amorabe
    04 abr, 2016 Gondomar 18:09
    Porque razão o cidadão Sr. Sócrates não respeita o MP como os outros acusados em averiguações?... para além das Instituições que ele não respeita, parece-me um péssimo exemplo para um ex-governante que se serviu delas. Concordo que já lá vai muito tempo de averiguações, mas também sei que há crimes tão bem feitos que só o tempo ajuda a concretizá-los. Tenha calma.
  • Eborense
    04 abr, 2016 Évora 17:17
    Quem é este indivíduo para acusar alguém? Nós aqui em Évora gostámos tanto de te ter aqui que suspiramos todos os dias pelo teu regresso. Volta depressa!
  • Oliveira
    04 abr, 2016 Sintra 10:40
    A isto chama-se, fuga para a frente. Ele e o Lula devem ter andado na mesma escola. Sem vergonha.
  • Petervlg
    04 abr, 2016 Trofa 10:14
    pelo que fez aos Portugueses, devia continuar Preso.
  • 04 abr, 2016 09:40
    Chamo a este tipo de lixo ESCUMALHA, que rouba e inventa histórias para se LIMPAR. MAS QUANDO É QUE ENFIAM ESTE TIPO NA CADEIA DE VEZ. QUEM ROUBA A PÁTRIA NÃO TEM PERDÃO. ENFIEM ESTE LADRÃO NA CHOLDRA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. ISTO É O LIXO DA NOSSA SOCIEDADE.
  • Francisco Seixas
    04 abr, 2016 Portugal 09:04
    Engraçado, já o Lula diz o mesmo. Os mesmos crimes , o mesmo carácter, as mesmas reacções. Os corruptos são todos tirados a papel químico..
  • António k.J.Fagundes
    04 abr, 2016 Alpedrinha 08:21
    Há gente muito má neste Mundo ... Há que ter muita pacencinha ...