A+ / A-

José Eduardo Agualusa: Condenação de Luaty e outros activistas é "disparate” e “erro estratégico”

28 mar, 2016 - 16:56 • Henrique Cunha

O escritor não poupa críticas à decisão do tribunal angolano. “Este processo foi todo ele político e, portanto, as sentenças são políticas também", diz.
A+ / A-

A decisão da justiça angolana, que condenou a penas de prisão efectivas vários oposicionistas do regime de Luanda, incluindo Luaty Beirão, não é surpreendente, diz o escritor angolano José Eduardo Agualusa.

Em declarações à Renascença, o escritor diz que a condenação dos activistas angolanos “vai reactivar o movimento de solidariedade para com os jovens” e “desgastar ainda mais a imagem do regime e do Presidente”, José Eduardo dos Santos, assim como “promover a contestação interna no partido”.

Agualusa classifica as condenações como "um disparate" e “um erro estratégico” do ponto de vista político. “Este processo foi todo ele político e, portanto, as sentenças são políticas também. E, desse ponto de vista, do ponto de vista estratégico e político, o que o regime angolano está a fazer é um disparate.”

“É um disparate porque o país está a passar uma crise enorme, crise que o regime está a enfrentar com grandes dificuldades. E esta atitude agora, estas condenações – ainda por cima condenações pesadas – o que vão fazer imediatamente é reactivar o movimento de solidariedade para com os jovens, vão desgastar ainda mais a imagem do regime e do Presidente José Eduardo dos Santos e vão, finalmente, promover a contestação interna dentro do próprio partido”, diz.

O escritor promete marcar presença na manifestação de apoio aos activistas angolanos, prevista para as 18h00, na praça do Rossio, em Lisboa. “Já iria de qualquer jeito antes de saber a decisão da sentença. Mas agora é mais uma razão para ir.”

“Espero que toda a gente que ama Angola e todos os angolanos que amam a liberdade e a democracia estejam presentes também", diz.


legislativas 2019 promosite
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • viva o comunismo
    29 mar, 2016 Santarém 22:46
    Contestação dentro do partido, duvido muito pois normalmente dentro dos partidos comunistas quem arriscar discordar pode ter a vida em perigo!.