A+ / A-

"Ouvi e gostei deste hip-hop do Norte / Portugal será mais forte". Marcelo foi ao bairro e fez rap

11 mar, 2016 - 16:42

No bairro do Cerco, no Porto, o programa de tomada de posse do novo Presidente da República teve mais um momento inesperado.
A+ / A-
Dentro do Cerco. Que bairro é este que Marcelo vai visitar
Reportagem "Dentro do Cerco", de André Rodrigues e Marília Freitas

Veja também:


O Presidente da República (PR), Marcelo Rebelo de Sousa, improvisou esta sexta-feira um rap no palco do Largo dos Afectos no bairro do Cerco, no Porto, prometendo estar sempre "onde está a sua gente".

"Ouvi e gostei deste hip-hop do Norte / Portugal será mais forte (…). Aqui no bairro do Cerco e onde está a sua gente / estará sempre o Presidente", rimou Marcelo Rebelo de Sousa quando subiu ao palco onde tinha acabado de actuar o grupo OUPA!, projecto de residentes integrado no programa "Cultura em Expansão", da Câmara do Porto.

No palco, onde esteve acompanhado pela comitiva da Câmara do Porto, liderada pelo independente Rui Moreira, e pelo bispo D. Manuel Francisco dos Santos, recebeu prendas do presidente da Junta de Campanhã, Ernesto Santos: um prato com a antiga ponte de Contumil e um emblema da freguesia.

Marcelo Rebelo de Sousa encerra esta sexta-feira no Porto a cerimónia da tomada de posse iniciada na quarta-feira. Foi o primeiro chefe de Estado a estender ao Porto estas cerimónias.

"Já levámos um beijinho", referiam algumas residentes à entrada para o Centro de Dia do Cerco. Antes, Marcelo até deu um autógrafo enquanto seguia do carro até ao palco, enquanto acenava aos residentes do bairro e populares curiosos.

No Centro de Dia quem o esperava era o antigo candidato à presidência da República Tino de Rans que lhe trouxe dois pares de sapatos (tamanho 41). "Ele vai ser o político todo o terreno", afirmou Tino de Rans, que trouxe ainda o pedido de uma visita do PR a Rans. "Para ter uma recepção calorosa como teve no Porto".

Enquanto falava aos jornalistas, Tino de Rans preparou mesmo o convite oficial ao chefe de Estado, escrevendo numa folha em branco: "O meu povo está à sua espera".

Ainda à entrada para o Centro de Dia, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma imagem de Nossa Senhora em cristal oferecida pela instituição.

Marcelo diz que o Porto é "berço de liberdade e democracia"
Marcelo diz que o Porto é "berço de liberdade e democracia"
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria cidalia
    11 mar, 2016 Tavira 19:28
    A Humildade tem valor e é muito linda fica bem em qualquer lugar
  • Pedro
    11 mar, 2016 Bencatel 18:59
    O populismo em acção, cada vez fico mais contente de não ter votado neste senhor. só falta vê-lo a dar cambalhotas e a fazer o pino.
  • Miguel Botelho
    11 mar, 2016 Lisboa 18:46
    Esta campanha presidencial fictícia de Marcelo é totalmente exagerada. A campanha eleitoral já acabou. O presidente tem um papel na constituição da república. Tudo o que estamos a assistir é completamente exagerado.