A+ / A-

Juncker sobre o amigo Marcelo:“É o homem certo no local certo"

09 mar, 2016 - 00:38

O presidente da Comissão Europeia está em Portugal para a tomada de posse do novo Presidente da República.
A+ / A-

Veja também:


O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considera que o Presidente eleito, Marcelo Rebelo de Sousa, terá muitos desafios pela frente, mas antecipou que Portugal tem agora "o homem certo no local certo".

"O Presidente tem sempre de enfrentar desafios, mas agora temos o homem certo no local certo", afirmou Juncker, esta terça-feira, no final de um encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, em Lisboa.

O presidente da Comissão Europeia está em Portugal por ocasião da tomada de posse de Marcelo Rebelo de Sousa, na quarta-feira, na Assembleia da República.

No final do encontro, Juncker foi questionado pelos jornalistas sobre se o Orçamento do Estado para 2016 (OE2016) foi abordado neste encontro, o que o responsável rejeitou.

"Eu não estou aqui para acabar com as difíceis negociações, porque elas vão ser difíceis. Eu estou aqui por outra razão", disse o responsável europeu, remetendo as discussões sobre o OE2016 para o encontro que irá decorrer na quinta-feira, em Lisboa, entre o primeiro-ministro, António Costa, o ministro das Finanças, Mário Centeno, e o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici.

Jean-Claude Juncker sublinhou: "O novo Presidente é um grande e velho amigo e quis estar aqui para mostrar a minha solidariedade com o novo Presidente e com o povo português".


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João
    09 mar, 2016 Porto 19:06
    Exº Sr. Presidente Marcelo Rebelo de Sousa. Permita-me que manifeste o meu desagrado pelo fato de ter participado numa celebração religiosa na Mesquita, no dia da sua tomada de posse. Não será Vª Exª, assim como a maioria dos Portugueses, nado e criado á sombra da cultura Judaico-Cristâ? Não haverá em Lisboa um monumento religioso mais significativo da cultura Portuguesa para o efeito, no dia da tomada de posse de um presidente? Como posso concordar com tal decisão quando tenho a sensação de estar a ser tolerante com a intolerância? ser conivente com a cultura da negação da pluralidade? e subserviente com desígnios que não terão outro fim senão aniquilar a cultura Ocidental? Por favor explique se pretende menorizar, desde logo, a cultura na qual foi criado? Não me resigno!!! isto ficará como uma mancha no ilustre discurso da tomada de posse digno de um verdadeiro estadista. Com os meus mais respeitosos cumprimentos, desejo que o seu mandato fique para a História como um dos melhores de sempre.
  • Alberto Martins
    09 mar, 2016 Lisboa 11:17
    Par bom entendedor meia palavra basta... "O Presidente tem sempre de enfrentar desafios, mas agora temos o homem certo no local certo", afirmou Juncker, esta terça-feira, no final de um encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, em Lisboa."