A+ / A-

"Senhor Presidente eleito, bem-vindo a esta casa que em breve será sua"

28 jan, 2016 - 13:02 • Susana Madureira Martins

Bem-dispostos perante os fotógrafos e jornalistas, Cavaco Silva e Marcelo Rebelo de Sousa encaminharam-se depois para uma reunião de trabalho, seguida de almoço
A+ / A-
"Senhor Presidente eleito, bem-vindo a esta casa que em breve será sua"
"Senhor Presidente eleito, bem-vindo a esta casa que em breve será sua"

Em clima de boa-disposição entre presidentes, o eleito e o cessante, Cavaco Silva recebeu esta quinta-feira no Palácio de Belém Marcelo Rebelo de Sousa com um sorriso rasgado. O momento do encontro público e institucional aconteceu na sala dos embaixadores, em frente dos jornalistas..

"Senhor Presidente eleito, bem-vindo a esta casa que em breve será sua", disse Cavaco Silva dirigindo-se a Marcelo Rebelo de Sousa, virando-se depois para o batalhão de fotógrafos e repórteres de imagem das televisões.

Foi nessa altura que Cavaco Silva gracejou, garantindo tratar-se de uma "ditadura dos fotógrafos", ao que Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que "os fotógrafos são como Deus, estão em todo o lado".

O encontro público terminou nesta fase. Os dois presidentes entraram no gabinete onde terá lugar a audiência, seguida de um almoço. Marcelo Rebelo de Sousa já fez saber que não vai prestar declarações depois desta ida a Belém.

O encontro, segundo disse quarta-feira Marcelo Rebelo de Sousa, "faz parte da lógica das transições" para o Presidente cessante passar as pastas ao seguinte.

"Faz parte da lógica das transições o Presidente cessante passar - digamos assim - pastas ao Presidente seguinte e, por outro lado e desde já também, ficar a saber onde é que vou funcionar durante as próximas semanas", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, que ainda formou equipa e que vai "ouvir o que é que o senhor Presidente tem a dizer".

Ainda esta quinta-feira, Marcelo tem encontro marcada com o presidente da Asssembleia da República, Ferro Rodrigues, e à noite, pelas 21h00, o primeiro-ministro, António Costa, oferece um jantar ao presidente eleito na residência oficial.

Marcelo Rebelo de Sousa foi no domingo eleito Presidente da República com 52% dos votos, uma percentagem acima dos 50,5% conseguidos na primeira eleição pelo seu antecessor, Cavaco Silva, em 2006.

O ex-líder do PSD e comentador político tornou-se no quinto Presidente da República portuguesa desde o 25 de Abril de 1974, numas eleições em que se registou uma abstenção de 51%.

Segundo os dados do Ministério de Administração Interna, Marcelo obteve 52%, seguindo-se Sampaio da Nóvoa (22,89%), independente apoiado por personalidades do PS, Marisa Matias (10,13%), apoiada pelo BE, Maria de Belém (4,24%), militante do PS, Edgar Silva (3,95%), apoiado pelo PCP, Vitorino Silva (3,28%), Paulo de Morais (2,15%), Henrique Neto (0,84%), Jorge Sequeira (0,3%) e Cândido Ferreira (0,23%).

Marcelo Rebelo de Sousa tomará posse como Presidente da República a 9 de Março.

Nos termos da Constituição, o Presidente eleito toma posse perante a Assembleia.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Barbeiro
    28 jan, 2016 Braga 20:06
    Claro Fana, o povo é o proprietário dessa residência e foi esse mesmo povo que o escolheu para habitar nessa mesma e mais, que os represente em Portugal e além Fronteiras. À que respeitar só foram 52% dos Purtugueses não foi preciso arranjinho como para formar governo mesmo não ganhando as eleições vendeu a alma a diabo só pelo puder
  • fanã
    28 jan, 2016 aveiro 15:46
    É preciso ter lata ..."será o seu local de trabalho, isso sim !"........quanto a casa tem donos, estes Senhores são os nossos inquilinos, nós o Povo !!!!