A+ / A-

Tela comprada “pixel” a “pixel”. Campanha ainda só arrecadou 150 mil euros

26 jan, 2016 - 17:08 • José Carlos Silva

"Vamos pôr o Sequeira no Lugar Certo" foi lançado no ano passado e termina em finais de Abril.
A+ / A-

O Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) apenas conseguiu recolher até agora 25% dos donativos necessários para comprar o quadro “A Adoração dos Magos”. A tela, do pintor português Domingos António Sequeira, custa 600 mil euros.

O director do MNAA, António Filipe Pimentel, reconhece que a campanha está aquém do esperado.

“Está recolhido 25% do valor da pintura, o que ronda os 150 mil euros. Estamos abaixo da expectativa”, reconhece em declarações à Renascença, mas lembra que o dinheiro recolhido é muito significativo, “porque é fruto da cidadania.”

Apostado em atingir o objectivo, o museu aposta agora em seduzir os donativos institucionais. “Estamos a estimular activamente o contributo das empresas e das instituições”.

As câmaras de Montalegre e Cantanhede já decidiram dar o seu apoio financeiro para a compra do quadro. E, ao que tudo indica, a autarquia de Lisboa confirmou há pouco que vai colaborar.

“Acabo de ter essa confirmação. Ainda não formalizou, mas vai fazê-lo. A Câmara de Lisboa não poderia deixar de faltar a uma chamada como esta, como aliás a do Porto com quem tenciono falar a breve trecho”, revela António Filipe Pimentel.

O resultado do leilão online, realizado no início do mês para vender 27 réplicas de pinturas de obras-primas do museu, que estiveram expostas nas ruas históricas de Lisboa - e que rendeu 33.290 euros -, foi também incluído na campanha.

Lançada no ano passado, a campanha "Vamos pôr o Sequeira no Lugar Certo" tem como objectivo ajudar o museu a adquirir, a privados, a obra de Domingos Sequeira pintada em 1828, da qual o MNAA possui o desenho final e vários preparatórios.

A recolha de donativos termina em finais de Abril, mas até agora foram obtidos 150 mil euros dos 600 necessários para comprar a tela “A Adoração dos Magos”.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.