|
A+ / A-

Taxas moderadoras baixam 50 cêntimos nos centros de saúde e 2 euros nas urgências

23 jan, 2016 - 13:25

Governo prevê que as novas medidas entrem em vigor em Abril, sublinhando que, no global, vai representar este ano uma redução de 35 a 40 milhões de euros, cerca de 20 a 25% do valor total das taxas moderadoras.

A+ / A-

O secretário de Estado-adjunto e da Saúde garantiu este sábado que as taxas moderadoras vão baixar 50 cêntimos nos centros de saúde e dois euros nas urgências, prometendo que, no total, este ano os portugueses gastarão menos 35 a 40 milhões de euros em taxas moderadoras.

Fernando Araújo, que falava em entrevista ao jornal "Público", explicou como é que as taxas vão baixar, indicando que na primeira consulta hospitalar está previsto que o doente deixe de pagar.

"A taxa será mais económica no médico de família, 4,5 euros (actualmente é 5 euros) do que no hospital, 7 euros (agora a consulta da especialidade custa 7,75) para ajudar nesta orientação. No hospital de dia não se paga taxa no acto mas paga-se nos exames de diagnóstico (até 25 euros) e a ideia é isentar completamente esta linha", explicou Fernando Araújo.

Segundo o secretário de Estado adjunto e da Saúde, também os dadores de sangue e os bombeiros ficarão isentos de taxas moderadoras.

O governante prevê que as novas medidas entrem em vigor em Abril, sublinhando que, no global, vai representar este ano uma redução de 35 a 40 milhões de euros, cerca de 20 a 25% do valor total das taxas moderadoras.

Nas urgências polivalentes, baixa-se de 20,6 euros para 18 euros e nas médico-cirúrgicas, de 18 para 16 euros. Nas urgências básicas, a diminuição é de 15,45 para 14 euros, adiantou o governante ao "Público".

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, já havia anunciado que os utentes que cheguem à urgência hospitalar referenciados pelos cuidados de saúde primários não pagam taxa moderadora e vão deixar de pagar as análises que façam nesse atendimento.

A propósito do objectivo de reduzir as idas às urgências hospitalares - seis milhões por ano - o ministro disse há dias, na Comissão Parlamentar de Saúde, que os utentes referenciados pelos centros de saúde e encaminhados pelo médico para o hospital não pagarão as análises que precisem de fazer.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Carlos Alberto
    08 mar, 2016 12:10
    E por que razão é que os retalhistas dos pequenos comércios são, quase geralmente, isentos do pagamento das Taxas Moderadoras? Será por se abastecerem nas grandes superfícies como consumidores finais quando, na verdade, é para abastecerem os seus próprios comércios, fungindo deste modo à facturação?
  • EU
    25 jan, 2016 o que é isto? 23:47
    Posso saber o que estão a fazer os comentários ao ministro da educação no sítio sobre as taxas moderadoras? O que é isto senhores da RR?
  • rosinda
    24 jan, 2016 palmela 02:30
    nao consigo ententender o costa quando morreu o almeida santos disse que ele ainda tinha muito para dar !Depois mete um ministro da educaçao no governo com 38 anos !
  • rosinda
    24 jan, 2016 palmela 02:17
    um ministro da educaçao tem que ser uma pessoa a rondar os 50anos !Gaiatos com metade da idade do ministro nao tem educaçao nenhuma dao purrada nos professores !
  • rosinda
    24 jan, 2016 palmela 02:09
    38 anos nao e idade suficiente para ser ministro da educaçao!Tenho ca em casa um filho quase da idade dele e nao estou a ver o meu filho com competencia para ser ministro da educaçao!
  • rosinda
    24 jan, 2016 palmela 02:02
    e melhor meterem a foto deste adalberto campo fernandes porque eu nao me lembro da cara dele ! tambem nao sabia quem era o ministro da educaçao na semana que passou descobri que ele ainda e um gaiato!