Tempo
|
A+ / A-

​Johnny Depp e Hollywood Vampires no Rock in Rio

21 nov, 2015 - 12:26

Supergrupo, do qual também fazem parte Alice Cooper e Joe Perry, vem a Lisboa a 27 de Maio do próximo ano.

A+ / A-

O grupo rock Hollywood Vampires, formado pelos músicos Alice Cooper e Joe Perry e pelo actor Johnny Depp, vai actuar a 27 de Maio no festival Rock in Rio Lisboa.

O projecto foi criado este ano por Alice Cooper, Johnny Depp e Joe Perry (dos Aerosmith) em homenagem aos músicos que nos anos 1970 viveram no limite e tiveram experiências marcadas por excessos. Deram um par de concertos e lançaram um álbum de versões intitulado "Hollywood Vampires".

Entre os concertos que deram este ano contou-se um no Rock In Rio, no Brasil, sendo agora convidados para integrar a edição lisboeta do festival, marcada para os dias 20, 21, 26, 27 e 28 de Maio, no Parque da Bela Vista.

Johnny Depp, que é músico apesar de ser reconhecido sobretudo como actor, conheceu Alice Cooper em 2012 e desde então ficou no ar a intenção de gravarem um disco de versões.

A eles acabou por se juntar também Joe Perry e o grupo foi baptizado com um nome que existiu na década de 1970 num bar em Los Angeles, Califórnia; um ponto de encontro e de bebida para os músicos que por lá passassem, como Alice Cooper, Keith Moon, John Lennon e Ringo Starr.

O álbum que o agora supergrupo Holywood Vampires gravou é apresentado como um elogio ao rock, com versões de bandas e artistas como The Who, Led Zeppelin, The Doors, John Lennon e Pink Floyd. Há ainda dois temas originais e uma introdução gravada pelo actor Christopher Lee, entretanto falecido.

Slash, Paul McCartney, Zak Starkey, Perry Farrell e Dave Grohl são alguns dos músicos convidados que participaram no disco.

Os Hollywood Vampires são a segunda banda cabeça-de-cartaz a juntar-se ao festival Rock in Rio Lisboa, depois dos já anunciados Queen com Adam Lambert.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.