|
Francisco Sarsfield Cabral
Opinião de Francisco Sarsfield Cabral
A+ / A-

A xenofobia avança na Europa

20 out, 2015 • Opinião de Francisco Sarsfield Cabral


Veremos se serão agora postos em causa os acordos com a UE que integram a Suíça no Mercado Único Europeu, onde a livre circulação de pessoas é um pilar essencial.

No passado domingo, houve eleições legislativas na Suíça, onde vivem e trabalham muitos portugueses. O partido mais votado (e que obteve o seu melhor resultado de sempre) é de extrema-direita e contrário ao acolhimento de imigrantes. Note-se que a Suíça não foi atingida, pelo menos por enquanto, pela enorme vaga de refugiados em curso.

Já em Fevereiro do ano passado, em referendo, os suíços votaram pela reintrodução de quotas de imigrantes, decisão que o governo terá de concretizar. E também haviam proibido a construção de minaretes em mesquitas islâmicas. Veremos se serão agora postos em causa os acordos com a UE que integram a Suíça no Mercado Único Europeu, onde a livre circulação de pessoas é um pilar essencial.

Entretanto, na Alemanha, a chanceler Merkel enfrenta a hostilidade de muita gente à sua abertura inicial aos refugiados sírios. Mas houve uma boa notícia na RFA: uma candidata à presidência da Câmara de Colónia foi brutalmente agredida por um alemão xenófobo. Mas venceu, no domingo, a eleição, com maioria absoluta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joao
    22 out, 2015 Porto 13:51
    ... por não se escancararem as portas aos refugiados somos logo apelidados de Xenófobos. Ou eles ou nós ... Tem de haver solução no País deles. Não sou contra a emigração ou imigração, mas contra esta debandada desorganizada que nos trará a todos imensos problemas ... Ainda há pouco se manifestavam contra a Europa , como sendo os infiéis, ou não eram os mesmos ? Já desapareceram ?
  • António Costa
    20 out, 2015 Cacém 14:26
    Tanto medo que se tem dos RÓTULOS e das ETIQUETAS! Não se podia DENUNCIAR o Holocausto Nazi sem ser logo acusado de ser COMUNISTA. Não se podia DENUNCIAR as perseguições de Estaline e os "Gulags" na Sibéria senão é se logo FASCISTA. No tempo da Inquisição não se podia DENUNCIAR as mortes na fogueira porque isso significava que se estaria de acordo com o lançamento de cristãos às feras no tempo do Império Romano. Agora não se pode DENUNCIAR os crimes cometidos em nome do Islão, senão é logo a conversa da Islamofobia e Xenofobia. É incrível, só os nomes mudam! Continuam-se a queimar pessoas vivas como no tempo da Inquisição! Continua-se a "jogar á bola" com as cabeças dos prisioneiros como no tempo do Império Maia! E o que é que é importante? São os "carimbos", os "rótulos" e as "etiquetas"!
  • O Salta Pocinhas
    20 out, 2015 Johannesburg 12:54
    O Senhor Cabral bem tenta implementar o politicamente correcto, e de certeza que e'pago para isso, mas as pessoas estao a ficar saturadas desta politica de andar com paninhos quentes para quem nos trata tao mal...Sim Senhor Cabral, o Senhor tera'que sentir na pele o que e' ser tratado por Arabes e por Africanos nos paises deles!!! Nao so', eles querem vir para os nossos Paises e querem impor as leis, cultura e religiao deles nos paises que os acolhe... Isto vai acabar mal !!!!
  • Manuel Machado
    20 out, 2015 Oeireas 12:03
    Este Srº S....Cabral....deu numa de "Samaritano" Coitado! Porque não os leva para casa dele e os sustenta, dar banho e mudar as cuecas? Mas com o dinheiro dele e não dos trabalhadores portugueses que já descontam demais para encher o "bandulho" à classe Politica e jornalistas vendidos a quem der mais por noticias escandalosas!
  • Bruno
    20 out, 2015 Lisboa 11:34
    hipócritas!!!!! Portugal invadiu, subjulgou, escravizou, matou milhares em nome de Cristo em tantos países! OS REFUGIADOS SÃO VITIMAS!!! HIPÓCRITAS!!! Portugal
  • ZÉ DO POVO
    20 out, 2015 Lisboa 10:39
    AINDA BEM... É SINAL QUE O POVO EUROPEU ESTÁ A REJEITAR E PLANO KALERGI E A DEFENDER AS SUAS SOBERANIAS, OS SEUS VALORES AS SUAS CULTURAS INERENTES A CADA NAÇÃO. PODEMOS SER TODOS DIFERENTES E TODOS IGUAIS DEFENDENDO E RESPEITANDO A CULTURA DE CADA POVO. MAIS!!!!.. O PIOR É TERMOS DE SUSTENTAR NA NOSSA TERRA, OUTRAS CULTURAS QUE NÃO NOS VÊM COM BONS OLHOS.
  • Gil Roseira Dias
    20 out, 2015 Lisboa 10:23
    Há muitas boas notícias (do género da narrada pelo sr. dr. Sarsfield Carbral (passada na Alemanha: «Mas houve uma boa notícia na RFA: uma candidata à presidência da Câmara de Colónia foi brutalmente agredida por um alemão xenófobo. » Diariamente, na Suécia, algumas mulheres - jovens e maduras - são violadas por imigrantes, refugiados, o que lhes queiram chamar - para as vítimas não faz qualquer diferença. Basta saber ler para conhecer os factos.