|
A+ / A-

No Dia do Animal, o PAN chega ao Parlamento. “Fez-se história"

05 out, 2015 - 02:11

O líder do PAN, André Silva, vai ser um dos 230 deputados da nova AR.

A+ / A-

No dia do Animal, o Pessoas-Animais-Natureza (PAN) chega ao Parlamento. O cabeça de lista do PAN por Lisboa, André Silva, disse que "se fez história" ao conseguir ser eleito deputado.

Segundo André Silva, o PAN afirmou-se nas legislativas "como um verdadeiro partido nacional".

"Há mais de 20 anos que não entra um novo partido para a Assembleia da República", afirmou à agência Lusa André Silva, que foi eleito deputado nas legislativas de domingo.

André Silva adiantou que, "com muito orgulho", vai "levar as causas" que o partido defende ao parlamento e "tentar aplicar e discutir o vasto programa" do PAN.

O deputado eleito disse, também, que se quer sentar nos lugares da frente da Assembleia da República, não se classificando como sendo de direita ou esquerda.

"O PAN não se revê na esquerda ou na direita, a nossa luta é levar ao parlamento as causas que defendemos", disse, destacando o facto de o partido ter subido nas legislativas em todos os círculos e de ter eleito um deputado no Dia Mundial do Animal.

O Pessoas-Animais-Natureza arrecadou 1,39% das intenções de voto dos portugueses, conseguindo mais de 70 mil votos. É a mais recente força partidária a garantir representação parlamentar na próxima legislatura, ao eleger no domingo o deputado André Silva, por Lisboa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Márcia Brito
    05 out, 2015 Setúbal 15:51
    Para todos que lêem esta noticia e ficam enraivecidos, Para aqueles que julgam que nós somos loucos, que as redes sociais estão a modificar o nosso raciocínio para pior no que toca a este assunto, Nós (e falo por mim e por muitos outros) fazemos o que fazemos porque temos compaixão, porque ao contrário de vós, temos a capacidade de ver para além dos nossos umbigos. Pessoas que lutam pelos direitos de algo inocente sem ganhar nada em troca não são loucas são HUMANAS. Porquê votar para este partido? Porque qualquer pessoa que luta pela mesma causa que nós só pode ser boa pessoa. Que tenhamos de uma vez alguém BOM a ser eleito pois já chega de por pessoas (como vocês) que só querem saber deles próprios no governo.
  • Margarida Sousa
    05 out, 2015 Setúbal 12:12
    Como é que é possível com tanta gente neste País a passar fome, ser eleito um "deputado" que defende direitos iguais para pessoas e animais! O Facebook está a criar muita deformação mental e social, especialmente aos nossos jovens, que era neles que o País devia ter esperança!. Abaixo as Redes Sociais que só promovem o irracional! Viva a Humanidade!.
  • Isabel Nunes
    05 out, 2015 Sobreda - Almada 12:03
    Que bom. muito bom mesmo. Só lamento que havendo tantos defensores dos animais e falo apenas do facebook, não tenham conseguido mais deputados. A minha questão, serão mesmo todos os que partilham apelos e que ficam tão enraivecidos com algumas situações tão amigos dos animais, tão protectores???? Para o PAN, boa sorte
  • VICTOR MARQUES
    05 out, 2015 Matosinhos 11:45
    Parabéns! Um exemplo: Há cães que só lhes falta falar e há tipos que só lhes falta falar!...
  • mikas
    05 out, 2015 aqui 05:13
    "Fez-se história" ? Isso é o que vamos ver!