O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Papa critica "hipocrisia" de negar massacres de mulheres e crianças

23 nov, 2017 - 20:07

O Papa Francisco presidiu, esta quinta-feira, a uma oração pela paz no Sudão do Sul e na República Democrática do Congo, no Vaticano, durante a qual denunciou os “massacres” de mulheres e crianças por causa da guerra. "Que grande hipocrisia é negar os massacres de mulheres e crianças! Nisto se mostra o rosto mais horrível da guerra”, declarou, na homilia que proferiu na Basílica de São Pedro. Francisco quis "lançar sementes de paz" nestes dois países, rezando pelo derrubar dos "muros de inimizade que dividem os irmãos". O Papa lembrou que quis visitar o Sudão do Sul, mas não foi possível.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.