O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Há uma carrinha portuguesa a caminho da Grécia. "Para não virar costas, como o resto do mundo"

01 abr, 2016 - 19:00 • Catarina Santos

Ainda há largos milhares de pessoas no campo de refugiados improvisado que se instalou em Idomeni, na fronteira da Grécia com a Macedónia. Uma voluntária portuguesa "encomendou" uma carrinha para poder ajudar melhor e "não virar as costas". O maior problema no campo, diz, é a falta de informação, que impede o acesso aos programas de recolocação da União Europeia.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Gininha
    27 mai, 2016 Setúbal 06:27
    Quero aplaudir estes comentários porque na realidade eles ilustram bem a tristeza do País que nos impõem
  • Mario Guimaraes
    04 abr, 2016 Lisboa 09:34
    Meia dúzia de bobos a quererem enganar os portugueses! Os refugiados são organizados por interesses que têm a ver com o assalto dos amaricães e franceses aos seus países para o gamanço do petróleo e na ânsia de meterem governos fantoches mandados à distância como em Portugal e Angola para não falar noutros . As organizações destes países depois fazem teatro com falsas ajudas humanitárias. Os refugiados se assim os querem chamar devem ser enviados para os países que causaram estas guerras . Os portugueses são refugiados dentro do seu próprio país onde impera a mentira e a corrupção .Desde o 25 de Abril que tudo foi dirigido do estrangeiro e continua.Os jornais de Portugal já nem portugueses são e mais de metade do País também não. Os portugueses tem sim o "fitubol" e a casa dos segredos para se distraírem e ainda acreditarem nas pastorinhas ! Que vão e levem Guterres com eles de vez .
  • elsa
    03 abr, 2016 valenca 00:08
    Que vão e que fiquem.
  • Rrer
    02 abr, 2016 Porto 17:38
    Podiam fazer a viagem ate a siria e kem sabe ficar por la a viver
  • Grego e Troiano
    02 abr, 2016 Lesbos 11:05
    Espero que essa carrinha chegue bem mas depois que avarie e não volte mais! Quem me dera ver o meu Portugal coberto de carrinhas cheias de ajuda de todo o tipo para irem acudir aos muitos milhões de Portugueses que o necessitem!
  • cuchilu
    02 abr, 2016 porto santio 10:44
    Afinal há portugueses que não são indiferentes, com os seus?... Vamos propor, a todos eles, uma medalha no 10 de Junho... São uns "heróis"?...
  • Carlos Inacio
    02 abr, 2016 Norfolk 00:02
    Bravo
  • Nelson
    01 abr, 2016 Lisboa 22:07
    Espero que avarie pelo caminho sem hipóteses de reparação e que esses tugas voltem para casa ou fiquem lá a viver com os projectos de terroristas