O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Portas diz que governo de António Costa será uma geringonça

10 nov, 2015 - 14:01

Ao segundo dia de debate, foi a vez de Paulo Portas escancarar a sua indignação perante a inevitabilidade do chumbo do governo da coligação. O líder do CDS acusou António Costa de se preparar para ser um primeiro-ministro ilegítimo, cujas decisões vão estar sempre dependentes do Comité central do PCP. Pelo PS respondeu o líder parlamentar, Carlos César, considerando que depender do Comité Central será menos prejudicial para o país do que estar sujeito às políticas da PàF.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • af
    11 nov, 2015 faro 09:28
    Esses Srs. do antigo governo, agora que EMIGREM, e levem o caquetico Sr. SILVA com eles, não continuem cá a chular o povo...enquanto o pau vai e vem folgam as costas...
  • Portas é burro
    10 nov, 2015 Pt 21:20
    Pois se o PCP tem um Comité Central, dependerá, estatutária e legitimamente, do Comité, para tudo o que fizer. è óbvio paara toda a gente. Qual é a novidade ou a questão - ou o papão? A fazer dos portugueses burros? Continua nisto? Ainda não percebeu que há gente inteligente para lá das hostes partidárias?
  • Maior geringonça
    10 nov, 2015 port 20:20
    do que ele não deve ser!...Ele é que faz toda a geringonça para se manter no poder...lá saberá os termos que utiliza!