O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Reportagem

Conservatório do Porto. E que tal Mozart em vez de Bieber?

05 dez, 2017 - 16:01 • André Rodrigues , Marília Freitas (imagem e edição)

Mateus, 13 anos, toca piano há cinco. "Tem um grande talento e uma sensibilidade do outro mundo", diz a professora. O Conservatório do Porto comemora um século de formação musical. Para alunos e professores, é uma paixão quase inexplicável. Em muitos casos, como o de Mateus, é também uma herança de família.
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.