O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Protesto de professores marca cerimónia da restauração da independência

01 dez, 2017 - 16:02 • Imagem: Lusa

Cerca de meia centena de professores, com cartazes a reclamar "respeito" e "justiça", procurou chegar à fala com o Presidente da República, que assistiu à cerimónia, mas não discursou, ao contrário do ano anterior, para lhe fazer chegar um protesto sobre a sua situação laboral. Azeredo Lopes, ministro da Defesa, destacou missões no estrangeiro que mostram que a independência se protege fora de fronteiras.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.