O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Catalunha ferve. Da independência à destituição em cinco horas

27 out, 2017 - 21:09 • Catarina Santos

O parlamento catalão votou a independência pouco antes da 13h30 (14h30 em Portugal). Madrid suspendeu a autonomia daquela região ainda antes das 18h30. Foi uma sexta-feira louca em Espanha, com uma sequência de acontecimentos que, aconteça o que acontecer, marcarão a história do país. Mariano Rajoy marcou eleições regionais "livres, limpas e legais" para 21 de Dezembro, "para devolver a voz aos catalães”. Nas ruas de Barcelona grita-se "liberdade".
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.