O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Santana não exclui coligação com CDS mas prefere ir sozinho a eleições

11 out, 2017 - 21:55

Em entrevista à Renascença, Santana Lopes admite que já se candidatou "n" vezes à liderança do partido mas achou "que tinha o dever", numa "altura muito difícil". Antigo primeiro-ministro revela ainda que houve muita gente a desafiá-lo a candidatar-se. "Se olhar para as minhas caixas de correio, nem acredita". "Isto não pára desde que Passos Coelho se demitiu", diz. O candidato à liderança do PSD diz que, "à partida", quer ir sozinho a eleições, mas não exclui uma coligação com o CDS. Quanto a um bloco central, Santana Lopes é peremptório: "bloco central, não".
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.