Varandas Fernandes: "Alguém acredita que um 'hacker' iria oferecer informação de graça?"
Inserido em 13-09-2018 17:52

Vice-presidente do Benfica dá como certo que foi detectado e identificado um "hacker" que acedeu ao correio electrónico do Benfica e que o FC Porto lhe pagou pelo serviço.

O vice-presidente do Benfica Varandas Fernandes culpa os rivais FC Porto e Sporting pela divulgação dos e-mails do Benfica.
Em conferência de imprensa, o dirigente encarnado reagiu à revelação da identidade do "hacker" que será suspeito de ter acedido à informação confidencia, depois divulgada no Porto Canal pelo diretor de comunicação do FC Porto.

"A acreditar no publicado pela revista Sábado, ficámos a saber a identidade do 'hacker' que roubou os mails ao Benfica e foi o diretor do FC Porto que exibiu o produto desse roubo. Essa informação roubada veio a ser partilhada em blogues afetos ao Sporting, muito provavelmente com a conivência da anterior direção do clube", acusou o vice-presidente de Luís Filipe Vieira.

Varandas Fernandes duvida que o FC Porto não tenha pago pela informação adquirida: "Alguém acredita que um 'hacker' iria oferecer informação a troco de nada? Ninguém acredita nisso. Neste processo, já se sabe que o diretor de comunicação do FC Porto está constituído arguido."

"Temos duas decisões já concluídas, do Tribunal Administrativo do Porto e da ERC, que dão razão ao Benfica, condenando o crime de divulgação de correspondência privada pelo FC Porto. Acreditamos que a Justiça conseguirá provar a forma e as contrapartidas financeiras que estiveram por trás do modo como o FC Porto obteve informação roubada ao Benfica", adicionou.

O vice-presidente das águias reforçou o apoio a Paulo Gonçalves, assessor jurídico do clube e arguido no caso dos e-mails.

"O doutor Paulo Gonçalves é funcionário do Benfica. A situação não se alterou. Reconhecemos nele competência, dedicação e profissionalismo. Tem sido um funcionário de qualidade. Até prova em contrário, acredito na inocência de Paulo Gonçalves. Conheço muitos casos de boa gente que foi acusada e nunca foi a julgamento."

Jogos à porta fechada

Varandas Fernandes respondeu a outras questões, criticando os mais recentes castigos aplicados ao clube, garantido que o clube está unido.

"O Benfica está forte e coeso, demonstra uma liderança desportiva e uma sustentabilidade financeira sem paralelo no panorama nacional. Talvez isso justifique um conjunto de decisões incompreensíveis por parte das entidades desportivas. Recentes decisões do IPDJ e do Conselho de Disciplina da Federação, marcadas pela arbitrariedade e falta de fundamento, serão objeto dos nossos recursos. Vamos até às últimas consequências."

"No caso da decisão do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, o escândalo é gritante. Trata-se de um jogo em que o Benfica, sendo equipa visitante, alertou previamente para o erro de colocar os seus adeptos na bancada central. Este episódio revela como são pertinentes as razões do desafio que aqui fizemos há semanas, no sentido de se divulgar quem é quem nas entidades de futebol. Um desafio que só mereceu da Liga e da Federação o mais ruidoso dos silêncios", acrescentou.

Renovação de Salvio em andamento

Varandas Fernandes falou ainda sobre a renovação de Salvio, que termina contrato no fim da temporada, garantindo que há negociações em curso.

"O facto de não existirem noticias não quer dizer que não estejamos a tratar do dossiê Salvio. No tempo certo, vai saber-se. Queremos que aconteçam coisas positivas. Apreciamos jogadores dedicados ao clube como o Salvio", garantiu.