O resgate na Tailândia
Inserido em 10-07-2018 19:19

Precisamos de nos alegrar com o bem que acontece e insistir em denunciar o mal que permanece. Só assim faremos plenamente justiça ao resgate destas vidas.

Mais do que um destino exótico de férias, a Tailândia ficará na memória do mundo como um local onde se lutou pela vida, de uma forma extraordinária.

Doze crianças e um adulto sobreviveram a 17 dias de escuridão e falta de ar, no espaço de uma gruta, fechada por águas torrenciais.

O trabalho das equipas de resgate, as imagens dos familiares, o sorriso das crianças e a imensa solidariedade que atravessou continentes são provas reais de que este mundo em que vivemos é capaz do melhor que ultrapassa todas as dificuldades, do bem, feito de forma tão generosa que a todos interpela.

Este respirar de alívio, porque foi possível salvar aquelas vidas, é ao mesmo tempo um espinho na consciência do mundo, que a cada segundo que passa, continua a deixar acontecer a guerra, a fome, a destruição do meio ambiente, a exploração dos mais fracos, o drama dos refugiados.

Precisamos de nos alegrar com o bem que acontece e insistir em denunciar o mal que permanece. Só assim faremos plenamente justiça ao resgate destas vidas.