A+ / A-

Sites estrangeiros destacam “charme português” de Centeno e o “economista afável”

04 dez, 2017 - 20:54

Eleição de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo foi notícia um pouco por todo o mundo.
A+ / A-

A eleição do ministro português das Finanças, Mário Centeno, para a presidência do Eurogrupo foi notícia nos principais órgãos de comunicação mundiais. “Charme português” e “economista afável” foram algumas das expressões utilizadas para descrever a escolha.

A edição britânica da agência Reuters escreve que “Centeno traz o charme português para a liderança do Eurogrupo”.

O jornalista refere que o novo presidente do Eurogrupo utilizou o seu “estilo descontraído” e calmo para transformar um país em crise num “aluno exemplar” da Zona Euro.

A agência Reuters recorda o percurso em Harvard e que Mário Centeno é conhecido entre seus parceiros como o “Cristiano Ronaldo do Eurogrupo”, uma alcunha atribuída pelo ex-ministro alemão das Finanças Wolfgang Schaeuble.

O jornal espanhol “El Pais” publica um artigo em que o correspondente em Lisboa descreve Mário Centeno como “o economista afável”.

“Durante dois anos lidou com as exigências alemãs para reduzir o défice e com as dos comunistas portugueses para gastar mais, e a todos satisfez”, destaca o “El Pais”.

O jornal espanhol “El Mundo” refere que a candidatura de Centeno começou por ser recebida com “cepticismo”, mas acabou por impor-se às demais devido aos “extraordinários números da sua gestão” e à falta de “candidatos com maior peso entre a esquerda”.

A revista francesa “Courrier International” titula que “O Ronaldo do Ecofin” chega a presidente do Eurogrupo, com o apoio da França e da Alemanha, “mas esta transferência de Lisboa para Bruxelas suscita medos e críticas em Portugal”.

O “Le Monde” refere que Centeno vai ter o “difícil” trabalho de gerar consensos entre 19 Estados-membros. E pergunta se o português vai ser capaz de mudar a orientação do Eurogrupo, até agora comandado pelos países do Norte da Europa, e se vai colocar o cumprimento dos défices acima do investimento.

A Bloomberg destaca que Mário Centeno vai liderar o Eurogrupo numa altura em que Zona Euro procura aprovar “reformas ambiciosas” depois da pior crise financeira da História.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Eborense
    05 dez, 2017 Évora 12:37
    Já só falta o Dr. António Costa de Lisboa ser Presidente da Comissão Europeia e o Dr. Galamba, Presidente do BCE.