O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​Morreu Alberto Luis, marido de Agustina Bessa-Luís

14 nov, 2017 - 22:23

Homem de cultura, Alberto Luís foi jurista e desempenhou um papel determinante nos bastidores da carreira literária da mulher.
A+ / A-
O mundo de Agustina
O mundo de Agustina

Alberto Luis, o marido de Agustina Bessa-Luís e braço direito da escritora, morreu no domingo na sua casa no Porto. Tinha 94 anos. O funeral realizou-se no dia seguinte, na Régua.

“Foi o coração que falhou”, disse a filha do casal Mónica Baldaque ao jornal “Correio da Manhã”.

Homem de cultura, Alberto Luís foi jurista e desempenhou um papel determinante nos bastidores da carreira literária da mulher.

Os dois conheceram-se quando a escritora publicou um anúncio no jornal a pedir para trocar cartas com uma pessoa culta.

“Alberto Luís é inseparável de Agustina Bessa-Luís, sua mulher. Foi proverbial o seu apego e entrega à obra da autora de “Sibila”. Deixa-nos um vazio insubstituível”, refere o Centro Nacional de Cultura (CNC) numa mensagem de condolências.

Numa reportagem feita pela Renascença em 2012, Alberto Luís contou como Agustina escrevia os seus romances à mão e ele decifrava a letra e escrevia à máquina.

“Todos os romances dela eram escritos em três meses. Ela por ano só trabalhava três meses, mas trabalhava a sério, como um operário, todos os dias fazia uma página destas e eu passava à máquina. Decifrava, descriptava, às vezes ia perguntar-lhe o que era aquilo e ela só revia quando vinham as provas tipográficas, que eu lhe lia em voz alta e ela seguia pelo manuscrito”, disse Alberto Luís.

“Era a única intervenção dela na correcção. Alterava, às vezes, uma frase, umas palavras. Toda a minha vida a decifrar, a descriptar, porque aquilo é muito difícil para quem não está habituado sobretudo em certas fases, porque ela tem fases de letra minúscula e outra de letra maior”, recordou o marido de Agustina Bessa-Luís.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • couto machado
    15 nov, 2017 Porto 19:43
    Mais uma baixa na nossa cultura, que qualquer cidadão deve lamentar. À Família enlutada, o meu sentido pesar.
  • Manuel laranjo
    14 nov, 2017 Viseu 23:20
    Sentidos pesames a toda a familia