A+ / A-

Críticas ao Presidente no jornal oficial do PS

26 out, 2017 - 01:36 • Paula Caeiro Varela , Eunice Lourenço

Marcelo é considerado “populista” e há mesmo um alerta contra o presidencialismo que pode “descambar em ditadura”.
A+ / A-

O Presidente “exorbitou” os seus poderes e Marcelo tem revelado “demagogia e populismo”. As críticas são de Simões Ilharco, um jornalista reformado que colabora com o PS, mas adquirem peso político por serem publicadas na edição desta quarta-feira do “Acção Socialista”, o órgão oficial do PS.

A edição do jornal – que já só tem versão digital e é dirigido por Edite Estrela – é, em grande parte, dedicada ao pós-incêndios, com vários artigos sobre a reconstrução, ao apoio a empresas e à “nova visão” do Governo para o território nacional. Também há artigos sobre o orçamento que “transmite confiança”.

A página de opinião é ocupada por Simões Ilharco, que escreve sobre “o fracasso da moção de censura do CDS”, que considera não ter passado de “um tiro de pólvora seca”. Mas a maior parte do texto é dedicado a criticar o Presidente da República.

Primeiro, por ter reclamado publicamente a demissão de um ministro e a remodelação do Governo. “Marcelo exorbitou, claramente, os seus poderes constitucionais”, lê-se no jornal socialista à mistura com receios sobre a subversão do semi-presidencialismo.

“A esquerda deve estar unida e coesa para impedir esta caminhada preocupante e perigosa, combatendo a tentação presidencialista de Marcelo, que ameaça a democracia. E o presidencialismo, é bom ter presente, descamba, por vezes, em ditadura”, continua o articulista, para quem o Presidente “parece querer assumir-se como homem providencial, como salvador da Pátria”.

No mesmo artigo, lê-se ainda que a moção de censura funcionou como uma autêntica moção de confiança e respondeu ao Presidente que tinha pedido uma clarificação a PCP e Bloco de Esquerda.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Teresa
    27 out, 2017 Lisboa 10:50
    PS no seu pior do politiquismo egocêntrico. Queriam aplausos do Presidente com o país em calamidade? As coisas correram mal, muito mal, sim! As medidas vieram tarde e más horas e os mecanismos de combate aos incêndios tutelados pelo Estados revelaram-se repetidamente incompetentes. É uma situação de defesa nacional. As críticas do Presidente são justas e oportunas.
  • Antonio Ferreira
    26 out, 2017 castanheira do ribatejo 17:05
    O gajo sempre andou em "comissão de serviço" pelas redacções dos OCS do país. Agora, como já não tem onde cair morto, foi penar para o Largo do Rato
  • zita
    26 out, 2017 lisboa 15:43
    Também foi a primeira vez depois do 25 de Abril que tomou posse e governou um partido que perdeu as eleições e nem por isso deixa de ser uma situação legal. Estar calado face ao que se tinha passado por 2 vezes é que não me parece muito normal, a isto chama-se democracia de que muitos falam, mas nem sabem o que é.
  • silva
    26 out, 2017 coimbra 15:38
    Ao que o tachismo pode levar ...é de facto incrivel e deprimente o que ouvimos para criar factos artificialmente na defesa das asneiras da clientela partidária ensaiada para ripostar mal educadamente!!!!
  • frederico baptista
    26 out, 2017 venezuela puerto cabello 15:01
    ESTE COMEMTARIO DE MAU GOUSTO MAU GOUSO PORQUE NÃO TEM SENTIDO PARECE O VEM MESMO DE UMA PESSOA FERIDA POLITICAMENTE O AMU QUE EL DIZ DO OUTRO É PRAO BOM QUE EL MESMO SERVE SRS. DO PS ADMITÃO QUE FALHARÃO NOS INCENDIOS FORÃO MAIS DE100 OS PORTOS MAIS DE 100 MORTOS COMO FICARÃO AS FAMILIAS SOCIALMENTE COMO EXPLIQUE ISSO RESPOSSAVILIZEN-SE O MAU QUE OS .SR. ESQUERISTAS FAZEM PORQUE DIZEM QUE É OS OUTRO POR FAVOR
  • sergio machado
    26 out, 2017 Oeiras 14:36
    Trata-se simplesmente de Liberdade de expressão....
  • Eborense
    26 out, 2017 Évora 12:10
    Está o caldo entornado. Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, considerado "Personna non grata" no largo do rato. E isto, porque não concorda 100 % com o governo, mas apenas 99 %. De facto, para um Presidente que tem andado com a geringonça ao colo, também não lhe custava nada elogiar o governo relativamente à sua actuação no caso dos incêndios e por isso continuaria nas graças da xuxalhada e companhia.
  • Joaquim Ferreira
    26 out, 2017 Braga 11:44
    Já disse isto, e torno a dizer. Existe uma censura brutal aqui na RR. não foi publicado o meu comentário. Razão a verdade tem que ser dita. só publicam comentários que é palha. Não dou mais a minha opinião na RR. convido ás pessoas neutras que não dêem a opinião neste Site da RR. ADEUS
  • VICTOR MARQUES
    26 out, 2017 Matosinhos 11:20
    Sr. Presidente, só me vem à cabeça uma expressão: "TOMA E EMBRULHA!!!...
  • mendes
    26 out, 2017 braga 11:15
    perigo de ditadura vem do ps e da esquerda nao da direita ja esqueceram que 1 primeiro ministro do ps ate mandou retirar os crucifixos das escolas e os padres dos hospitais isso e que e ditadura pupolismo populismo e oportunismo e o que se passa com o costa e com o ps que nao ganhando as eleicoes se apoderaram do governo eu nao tenho medo da ditadura de 2015 tenho e medo da ditadura de 1975 e deste governo apoiado por um partido formado dos restos de partidos assassinos