O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Padre morto à facada no Cairo

13 out, 2017 - 12:12 • Filipe d'Avillez

É o mais recente incidente de violência anticristã no Egipto, onde os coptas se queixam de discriminação sistemática.
A+ / A-

Um padre da Igreja Copta Ortodoxa do Egipto foi assassinado na quinta-feira no Cairo.

Segundo um comunicado emitido pelo bispo Angaelos, da Igreja Copta no Reino Unido, o padre Samaan Shehata estava de visita à capital para recolher ajuda humanitária para os pobres da sua paróquia, na região de Beni Suef, quando foi atacado à facada.

Testemunhas relatam que o sacerdote estava a andar na rua quando um homem começou a persegui-lo, armado com uma faca. O suspeito conseguiu apanhar o padre e desferiu vários golpes, deixando-o gravemente ferido, sem que ninguém interviesse.

O comunicado do bispo Angaelos refere que os serviços de emergência demoraram mais de uma hora a chegar ao local e quando o fizeram não prestaram primeiros socorros. O padre Samaan morreu dos seus ferimentos.

O suspeito foi detido mas, ainda segundo o comunicado, foi considerado mentalmente instável e por isso libertado.

“Porque é que o atacante é imediatamente considerado inimputável sem um diagnóstico profissional e, se é incapaz e conhecido por ser criminoso, porque é que o deixam na comunidade, com armas ao alcance?”, pergunta o bispo Angaelos no comunicado enviado à Renascença.

Este é apenas o mais recente de muitos incidentes que atingem a comunidade cristã do Egipto. Os coptas são a maior comunidade cristã de todos os países árabes, representando entre 10% e 15% da população egípcia.

Há muitos anos que se queixam de discriminação e perseguição por parte de membros da maioria muçulmana. Em Maio, num dos piores incidentes de que há memória naquele país, perto de 60 coptas, incluindo crianças, foram obrigados a sair de um autocarro que os levava a visitar um mosteiro no deserto e, quando se recusaram a renunciar à sua fé, foram todos atingidos por rajadas de armas automáticas, matando 28 e deixando os restantes feridos.

Antes, em Abril, bombas colocadas em igrejas coptas mataram perto de 50 pessoas em oração.

Emboscada mata 26 cristãos coptas no Egipto
Emboscada mata 26 cristãos coptas no Egipto
Francisco diz a líder copta: “os vossos sofrimentos são os nossos”
Francisco diz a líder copta: “os vossos sofrimentos são os nossos”
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.