A+ / A-

​Defesa de Sócrates sobre acusação: um “romance”, “um manifesto, vazio de factos e de provas”

11 out, 2017 - 13:39

Advogados vêem uma boa notícia na acusação: "cessam os poderes de direcção do processo pelo Ministério Público".
A+ / A-
A guerra dos 1000 dias. Da detenção à acusação de Sócrates
A guerra dos 1000 dias. Da detenção à acusação de Sócrates

A defesa de José Sócrates assegurou esta quarta-feira que vai examinar detalhadamente o despacho do Ministério Público contra o ex-primeiro-ministro na Operação Marquês e que irá "usar todos os meios do direito para derrotar" uma "acusação infundada, insensata e insubsistente".

Em comunicado, os advogados João Araújo e Pedro Delille referem que "irão examinar detalhadamente o despacho e todos os elementos do processo e irão usar todos os meios do direito para derrotar, em todos os terrenos, essa acusação infundada, insensata e insubsistente".

"A um primeiro relance, trata-se de um romance, de um manifesto, vazio de factos e de provas, pois não pode ser provado o que nunca aconteceu. Trata-se de retomar e desenvolver os mesmos temas numa iniciativa de grande espectáculo", argumenta a defesa de Sócrates.

Os advogados reiteram que a acusação divulgada esta quarta-feira surge depois de "largamente ultrapassados todos os prazos da lei" e que esta é "visivelmente, destinada a reanimar, a alimentar e a expandir a suspeição lançada sobre a pessoa e a acção de um ex-primeiro ministro e do seu Governo".

A defesa de Sócrates observa que manteve, ao longo deste processo, "mesmo perante o enorme e injusto sacrifício pessoal do seu constituinte, absoluta confiança no direito, mesmo quando os que o deviam guardar e acatar o violaram grosseiramente".

Garantem que será nesse quadro no direito que irá continuar, "com rigor e exigência", a fazer a defesa do antigo líder do PS.

Os advogados observam ainda que, com "esta acusação, cessam os poderes de direcção do processo pelo Ministério Público, que ficará sujeito ao controlo jurisdicional por juiz competente, "isento e imparcial".

O Ministério Público acusou esta quarta-feira José Sócrates de 31 crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e três de fraude fiscal qualificada.

O empresário e amigo de Sócrates Carlos Santos Silva foi acusado de 33 crimes, entre os quais corrupção passiva de titular de cargo político, corrupção activa de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documento, fraude fiscal e fraude fiscal qualificada e o ex-presidente do BES Ricardo Salgado de corrupção activa de titular de cargo político, corrupção activa, branqueamento de capitais, abuso de confiança, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.

O antigo presidente da PT Zeinal Bava está acusado de cinco crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada, enquanto Henrique Granadeiro, ex-administrador da PT, está acusado de corrupção passiva, branqueamento de capitais, peculato, abuso de confiança e fraude fiscal qualificada.

O ex-ministro e antigo administrador da Caixa Geral de Depósitos Armando Vara foi acusado pelo MP de corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.

No inquérito da “Operação Marquês” foram acusados 28 arguidos, 19 pessoas e nove empresas, num total de 164 crimes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    11 out, 2017 Porto 20:31
    Por alguns comentários que aqui leio, acho que Portugal perdeu mesmo a noção de decência e decoro. Falta de educação e muito mais. Triste.
  • almague
    11 out, 2017 Lisboa 20:12
    Admiro-me , quando ainda há pessoas que duvidam da culpabilidade de Sócrates, argumentado o tempo que demorou a investigação. As pessoas que não acreditam, que Sócrates é culpado, alegando estes motivos, não pensam que esta investigação deveria ter sido das mais complexas e difíceis de fazer, já que Sócrates teria montado um esquema de polvo à boa maneira dos mafiosos que se torna muito difícil encontrar os tentáculos desse polvo que ele criou para nunca ser descoberto. Este polvo tinha tentáculos espalhados por vários continentes e vários países. Não é fácil nem rápido juntar as pontas deste polvo gigante, que moveu milhões e milhões e milhões de euros. Ele sabe muito bem que é megalómano, ganancioso, mentiroso, vida de elevado luxo, quer nos hotéis, refeições, viagens, fatos Armani, etc, etc. "QUEM CABRITOS VENDE E CABRAS NÃO TEM, DE ALGUM LADO LHE VEM"
  • maria
    11 out, 2017 lx 20:08
    Escreva aqui o seu comentário...oh Fernando Gouveia porquê é que não regressaste quando o PSD teve no poder? o governo do CDs foi tão bom que nem falam na quantidade de suicídios que ocorreram nesse governo. mas outro ao serviço da yupido
  • Fernanda
    11 out, 2017 Porto 18:33
    Isto sobre Sócrates já enjoa, pois quando este assunto acabar, vão tentar descobrir outro, mas os verdadeiros corruptos esses que roubam milhões e milhões continuam impunes, em relação aos seus advogados de defesa bons ou maus foi os que ele escolheu, pois todos têm esse direito e os que matam, não devem ter um advogada? pois! não lhes diz respeito diretamente!
  • Carlos Silva
    11 out, 2017 Amora - Seixal 18:14
    Agora, vamos assistir a um desfiar de requerimentos e incidentes para serem ultrapassados todos os prazos que levem a julgamento estes bandidos e ladrões!
  • Floriano Pereira
    11 out, 2017 Armamar 17:50
    Em vista de estarem errados comprovados cadeia neles
  • Fernando Gouveia
    11 out, 2017 Chambesy 17:48
    Sou emigrante ( com muito gosto) deve-o a este sr. e nao ao governo anterior como a geringonça quer fazer crer aos PORTUGUESES que foi o PSD que fez os Portugueses sairem do seu PORTUGAL.Nao quero dizer com isto que este governo esteja a governar mal,nada disso. Esta pessoa fez em 2016 juntamente com o actual presidente da Caixa Geral de Depositos (paulo macedo) uma razia aos pequenos e médios comerciantes que nao hà memoria depois do 25 de Abril. Os Portugueses tem uma memoria muito pequena. Felizmente que a justiça tarda mas parece que vai chegar. Mais, PORTUGAL so esta na situaçao que esta( MUITO BOA )porque o governo anterior tomou as medidas que devia tomar e pela conjectura dos mercados. OU PENSAM QUE O SR. COSTA e O SR: CENTENO TEM UMA VARINHA QUE FAZ TRANSFORMAR TOSTOES EM MILHOES?
  • J Simões
    11 out, 2017 Lisboa 17:46
    Mas então o homem que disse que a jornalista cheirava mal ainda aí anda? É preciso "lata"!!!! É um bom cartão de visita para o JS.
  • Augusto Mocho
    11 out, 2017 Paço de Arcos 17:41
    Se o Sócrates tivesse um cão o Ministério Público com toda a certeza que também o acusava!
  • Francisco António
    11 out, 2017 Setúbal 17:40
    Admiro a equipa de advogados de Sócrates ! São 2 bons profissionais que vão à luta e defendem com unhas e dentes o seu cliente !