A+ / A-

Passos reencontra a "Onda Colossal" e a sombra de Rio em Aveiro

26 set, 2017 - 19:47

Líder do PSD navegou pela ria no mesmo barco da campanha para as legislativas de 2015 e espera seja sinónimo de sorte para as autárquicas.
A+ / A-
PC Varela - Passos Aveiro D26
PC Varela - Passos Aveiro D26
Reportagem de Paula Caeiro Varela

A caravana autárquica do PSD deixou a estrada e esteve esta terça-feira à tarde em Aveiro para um passeio nas embarcações tradicionais na ria.

Com as eleições cada vez mais próximas, Passos Coelho subiu a bordo da embarcação "Onda Colossal".

Pode ser coincidência, ou talvez não, mas é a segunda vez que Passos navega no mesmo barco. A primeira foi em 2015, na companhia de Paulo Portas, na campanha para as legislativas.

É sinal de sorte? “Eu isso não sei. Espero que sim. A gente não gosta de azar”, respondeu o líder do PSD.

Desta vez, Passos Coelho foi acompanhado por Ribau Esteves, o presidente da Câmara de Aveiro e recandidato pela coligação PSD/CDS, a fazer de cicerone e a apontar para a antiga sede do PS.

“Já estava tão velha e tão má que foi abaixo e é um vazio. O único vazio que temos é do Partido Socialista aqui na cidade. É muito simbólico”, disse Ribau Esteves a bordo da “Onda Colossal”. “Muito oportuno”, atirou Passos Coelho.

A bordo seguem também Luís Montenegro, o ex-líder parlamentar que é do distrito; e o candidato à Câmara de Espinho, Pinto Moreira.

Salvador Malheiros, o presidente da distrital do PSD de Aveiro, próximo de Rui Rio, tinha estado de manhã em Valongo do Vouga, mas não entrou no mesmo barco que o líder do PSD.

Só Ribau Esteves faz uma leve alusão a Rui Rio, nome que Passos Coelho recusa sequer pronunciar, apesar da insistência dos jornalistas.

A campanha navega em águas tranquilas, garante o líder do PSD. Até dia 1 de Outubro, dificilmente alguém ouvirá de Passos Coelho mais uma palavra sobre o que se segue na luta interna do seu partido.

“Espero que seja uma onda colossal para muitos dos nossos candidatos e em muitos dos municípios do país. É aquilo que mais desejamos”, declarou Pedro Passos Coelho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.