O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
reportagem

​Autárquicas. O que é que Oeiras tem?

25 set, 2017 - 18:38 • Paulo Ribeiro Pinto

É um concelho pequeno, mas cobiçado. É mesmo o concelho com mais candidatos à câmara.
A+ / A-
O que é que Oeiras tem? - Reportagem de Paulo Ribeiro Pinto
O que é que Oeiras tem? - Reportagem de Paulo Ribeiro Pinto

Narciso Miranda, Valentim Loureiro ou Isaltino Morais são três nomes que estão de volta na campanha para as eleições de 1 de Outubro. São três dinossauros que partilham longa experiência autárquica e o envolvimento em alguns processos judiciais.

No caso de Isaltino, houve mesmo condenação e o antigo autarca e ministro cumpriu pena de prisão. E a sua candidatura a Oeiras foi um dos assuntos da pré-campanha porque foi inicialmente recusada.

Mas o que tem Oeiras para além de Isaltino?

Todas as segundas-feiras à noite, um conjunto de moradores do bairro Nova Oeiras reúne-se no Centro de Juventude para discutir os grandes e também os pequenos problemas do bairro. A associação de moradores de Nova Oeiras surgiu em 2004 com três objectivos muito concretos: defender a urbanização, preservar a qualidade de vida e manter os espaços verdes.

É um dos bairros mais emblemáticos de Oeiras, com influência arquitectónica do modernismo europeu de meados do século XX, do arquitecto franco-suíço Le Corbusier.

Há 13 anos que a associação de moradores mantém uma actividade intensa junto da câmara municipal e dos candidatos à autarquia. Este ano não foi diferente: entregaram um documento onde fazem um conjunto de propostas para o futuro executivo camarário, que, como disse à Renascença o presidente da associação, Luís Pinheiro Liberal, inclui a pretensão de ver o bairro reconhecido como Património Cultural da Humanidade da UNESCO.

O concelho de Oeiras, com apenas 45,9 quilómetros quadrados, é um dos mais pequenos da região da Grande Lisboa, mas é o quinto mais densamente povoado de Portugal e um dos mais desenvolvidos e ricos do país. De acordo com dados de 2013, o poder de compra é o segundo mais elevado, apenas atrás de Lisboa, e mais de metade da população possui o ensino superior.

Este ano, Oeiras destaca-se noutro número: é o concelho com mais candidaturas à câmara municipal – 13, entre partidos políticos e movimentos independentes.

Oeiras surge também na primeira posição quanto à percentagem de trabalhadores com habilitações superiores, o que pode dever-se à presença de dois importantes pólos empresariais e tecnológicos no concelho: o Tagus Parque e o Lagoas Parque.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Oeiras, João Antunes, acredita que muito se deve aos bons acessos do concelho, mas também ao dinamismo do comércio local, como, por exemplo, em Algés.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Oeiras
    26 set, 2017 Lis 10:23
    Tem uma população muito diversificada e estratificada, alguns militantes partidários mas que nem votam nos seus próprios partidos! Há por exemplo simpatizantes comunistas que não votam CDU! É um caso de estudo!
  • Cp
    25 set, 2017 Oeiras 22:59
    E vai ter também um presidente corrupto