O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
No país das freguesias

No país das freguesias, descobrimos uma belga no Alentejo

25 set, 2017 - 09:24 • Rosário Silva

Nestes dias de campanha autárquica, a Renascença vai andar também pelo país das freguesias. De segunda a sexta, pelas 7h40.
A+ / A-
País das Freguesias - Um belga no Alentejo - 25/09/2017
País das Freguesias - Um belga no Alentejo - 25/09/2017

Veja também:


Nasceu na Bélgica e é candidata às eleições autárquicas do próximo dia 1 de Outubro, em Portugal. A dupla nacionalidade distingue-a dos outros candidatos.

Florence Melen tem 47 anos e candidata-se pela CDU, pela segunda vez, à presidência da Junta de Freguesia de S. Miguel de Machede (concelho de Évora), actualmente nas mãos do Partido Socialista.

Chegou a Portugal era ainda adolescente. Viveu com a família no Algarve e foi estudar para o Alentejo, de onde não mais saiu.

“Foi paixão”, diz à Renascença. Foi também no Alentejo que conheceu o companheiro e pai dos seus três filhos. Deixaram a cidade de Évora e instalaram-se há cerca de duas décadas na freguesia de São Miguel de Machede, a 17 quilómetros da capital de distrito.

Entre 1991 e 2011, S. Miguel de Machede perdeu 264 pessoas, cerca de 25% da sua população. A falta de dinamismo económico, a falta de emprego ou o encerramento de serviços públicos são algumas das razões que podem explicar a sangria desta vila, sede de freguesia de que fazem parte os aglomerados populacionais de Courelas da Toura, Foros do Queimado e Foros das Pombas.

Florence Melen é técnica de desenvolvimento local, profissão que não é alheia a este gosto pela política, mas sobretudo pela vontade de fazer algo mais pela terra onde vive e que viu nascer os seus filhos.

A conclusão do centro de dia, obra em “banho-maria”, a construção de um espaço desportivo condigno para a freguesia e o apoio aos mais idosos na resolução dos seus problemas domésticos são prioridades de um programa que contempla ainda a salvaguarda de um jogo tradicional e a criação de um evento que crie atractividade e traga pessoas à freguesia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.