O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Costa quer dar continuidade às políticas que Governo tem seguido

16 set, 2017 - 23:10

Líder socialista apela, por isso, ao voto no PS nas eleições autárquicas.
A+ / A-

O secretário-geral do PS, António Costa, apela ao voto no seu partido no próximo dia 1 de Outubro, de forma a dar força para dar continuidade à política socialista dos últimos dois anos.

"É fundamental que no próximo dia 1 de Outubro as portuguesas e os portugueses dêem força ao PS para darmos continuidade a esta política dos últimos dois anos", sustentou.

Durante uma festa-comício que decorreu ao início da noite em Lamego, distrito de Viseu, o líder socialista sublinhou que para o seu partido ter mais força precisa de autarcas com a visão do candidato à presidência deste município, Ângelo Moura.

"Temos de crescer mais, criar mais emprego, ter mais riqueza, um desenvolvimento do país, mas para o fazermos é necessário que todo o país, todos os concelhos, estejam mobilizados e empenhados neste esforço", apontou.

Ao longo da sua intervenção, o também primeiro-ministro destacou a importância de se desenvolver todo o território nacional, contando com a ajuda dos municípios que vê como parceiros fundamentais.

"Nós não acreditamos num país a duas velocidades, onde há um litoral que se desenvolve e um interior que fica para trás. Durante muitos anos fui autarca: 11 anos deputado municipal, dois vereador da oposição e oito presidente de câmara, por isso sei muito bem como um município é decisivo para o bom desenvolvimento da sua terra e fundamental para o desenvolvimento do país", referiu.

No seu entender, para que no próximo dia 1 de Outubro os portugueses dêem força ao PS não basta votar.

"É preciso votar no PS e garantir que a eleição dos nossos candidatos para presidentes de junta, para presidentes da assembleia municipal e para presidentes da câmara municipal", frisou.

António Costa solicitou ainda a mobilização de todos para as próximas duas semanas, que antecedem o dia das eleições autárquicas.

"Mobilizar todos e dizer a todos que vale a pena: com um voto nós mudamos e com a mudança fazemos a diferença. E tal como a diferença está a ser feita no país, a diferença pode e vai ser feita aqui em Lamego, com o PS e com Ângelo Moura", concluiu.

O município de Lamego vem sendo liderado nos últimos 12 anos por Francisco Lopes (coligação PSD/CDS), que ficou impedido de se recandidatar devido à lei da limitação de mandatos e abriu caminho a Ernesto Rodrigues.

Na 'corrida' autárquica estão ainda o socialista Ângelo Moura, António Carreiro, pelo CDS, José Pessoa, pela CDU, e Alexandra Rodrigues, pelo BE.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Frade
    17 set, 2017 Lisboa 16:35
    Que políticas tens seguida senão as do governo anterior e da troika.E mais para além do que a troika pedia é este governo que o está a fazer com as cativações.Há menos dinheiro para os hospitais,escolas e universidades,tribunais e pagamentos a perder de vista a fornecedores.Agora o engraçado é ver o PCP E BLOCO a pactuar com tudo isto.Realmente o poder destrói as ideologias e corrompe as mentalidades.Alguma vez era pensável ver um PCP a fazer esta figura.Ou é promessa de não crente ou pagamento de calote ou melhor abrir caminho para o assalto.Até pode ser a um mealheiro, mas penso que será melhor um banco e se for público melhor ainda.Os outros rapazinhos e rapariguinhas do BLOCO o que querem e ser vistos na TV e sacarem o dinheiro de deputados e as outras regalias, nunca se sabe o dia de amanhã.Costa sabe que é assim, dá-lhes a pauta e eles lêm.Pobre gentalha sem dignidade.Se não tivesses seguido o trilho do outro governo e ires além da troika, embalando os parceiros da geringonça, já estávamos outra vez em banca rota. A verdade seja dita conseguiste dar a volta ao PCP e BLOCO e ainda bem.Por alguns euros valeu a pena.Nova banca rota era pior.
  • costa
    17 set, 2017 braga 14:13
    uma coisa gostaria de pergunta a esta besta que se autoproclamou 1 ministro afinal ele e o 1 ministro ou e o lider de um partido quem paga as viagens e as jantaradas para ele andar a fazer campanha do ps entao o be e o pcp que tanto ladravam contra o coelho e os seus ministros agora nao dizem nada nao veem que este costa ja deu a volta ao mundo agora anda em campanha eleitoral do ps a custa do estado a custa do povo roubar sim mas tanto nao
  • Alberto
    17 set, 2017 FUNCHAL 13:22
    A caminho da TROIKA.