O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Inspectores da ASAE em greve a 9 de Outubro

16 set, 2017 - 20:50

A decisão foi tomada em assembleia geral na sexta-feira, em Pombal.
A+ / A-

Os inspectores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) convocaram uma greve geral para 9 de Outubro, como forma de luta por melhores condições laborais, anunciou a Associação Sindical dos Funcionários da ASAE (ASF-ASAE).

A decisão foi tomada em assembleia geral na sexta-feira, em Pombal, numa reunião para apreciar a proposta apresentada pelo Governo, no final de um longo processo de negociação para criar a carreira especial de inspecção da ASAE.

"Por unanimidade, foi aprovada uma moção, a rejeitar parcialmente a proposta do Governo, que não vai ao encontro das legítimas expectativas dos inspectores, nem reflecte a importância, valor e dignidade da ASAE", refere o comunicado.

Na mesma moção, os inspectores da ASAE exigem uma negociação suplementar com o ministério das Finanças, face ao que chamam de "incapacidade e irredutibilidade" do ministério da Economia em negociar matérias como as regras de transição para a carreira única, o horário de trabalho e uma nova tabela remuneratória.

Os inspectores dizem também que não aceitam as regras de transição para a carreira única, propostas pelo Governo, por serem" injustas e segregadoras" e não integrarem 60% do actual corpo inspectivo.

Os trabalhadores da ASAE rejeitam ainda o regime de horário de trabalho e não aceitam que a tabela remuneratória apresentada pelo Governo não possa ser negociada.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.