O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Kim Jong-un. Coreia do Norte disparou míssil para acalmar beligerância dos EUA

16 set, 2017 - 00:18

Kim Jong Un prometeu completar o programa de armas nucleares.
A+ / A-

O líder da Coreia do Norte diz que o recente lançamento de um míssil foi feito para "acalmar a beligerância dos Estados Unidos" e estabelecer um equilíbrio com estes, para que "não se atrevam a falar de opção militar".

O teste de sexta-feira, que Pyongyang confirmou que envolveu o lançamento de um míssil de médio alcance Hwasong-12, "foi feito para acalmar a beligerância dos EUA, que recentemente ameaçou usar o músculo militar contra a RPDC" (República Popular Democrática da Coreia, nome oficial do país), divulgou a agência noticiosa norte-coreana, KCNA.

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, que mais uma vez dirigiu o lançamento, garantiu que o "objectivo final [da Coreia do Norte] é estabelecer um equilíbrio de força real com os EUA e fazer com que os seus governantes não se atrevem a falar de opção militar".

Em consequência, apelou à continuação da consolidação das capacidades do país com mais testes.

A este propósito, Kim Jong Un prometeu completar o programa de armas nucleares.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Abílio Carvalho
    16 set, 2017 Vila Nova de Gaia 16:25
    Kim Jong Un, anda a brincar com o fogo, e como diz o velho ditado português, ainda vai fazer chichi na cama.
  • iFernando
    16 set, 2017 Porto 14:26
    A China aguarda pacientemente.....é a chamada paciência de Chinês....quando o conflito explodir a China faz o favor ao Mundo e invade a Coreia do Norte tomando posse. Infelizmente e mais uma vez só os EUA é que ajudam o Japão e a Coreia do Sul....os outros países entretanto discursam..... Em relação às Coreias....já disse há mais de um ano que eles são muito inteligentes....se de um lado fazem Samsungs do outro fazem misseis, cuidado que eles até podem fazer misseis bem feitos.....
  • Zé Povinho
    16 set, 2017 Lisboa 13:23
    Onde estão os espiões à moda do 007 para limpar o cebo a este Ping-Pong?
  • luis marques
    16 set, 2017 12:52
    E o resto do mundo acobarda-se perante estas ameaças?!!!!!! Têm medo da rússia, da china ou dos media???????
  • Isabel
    16 set, 2017 Lisboa 10:13
    Começa a melhorar. Da última vez, disse que era para afundar o Japão e reduzir os EUA a cinzas.
  • PAZ
    16 set, 2017 Porto 04:26
    Meus senhores. Este sr. precisa de um bom e valente puxão de orelhas da parte da China. porque será que não o fazem. Acaso têm medo. Porquê. Em caso de conflitos analisem bem quem são os países próximos deles. Será que fica alguém para contar a história. Acho que não. Esse sr. baseia-se em provocar os demais, depois reage às respostas como se fosse vitima. Acaso julga que todo o mundo ande a dormir. Claro que toda e qualquer guerra deve ser evitada, mas nenhum país do mundo pode tolerar este continuo de provocações. Os Russos falam em diálogos, etc, etc. Bem porque será que eles e a China não tomam a iniciativa de mandar um recado à Coreia, mas só um único recado. Vamos reunir e dar dois abraços. Pois é mas isso é quando as partes em causa querem dialogo. Será que a Coreia do norte quer dialogo. DUVIDO. mais parece que querem é guerra, mas essa guerra não é como jogar na playstation. É tempo de mostrar à Coreia que tem que parar com as ameaças e os lançamentos. Pois podem ter um azar de alguma coisa correr mal, ir a sobrevoar o Japão e depois.......... pois é.