O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Governo ainda vai ponderar proibição de futebol em dia de eleições

14 set, 2017 - 14:25

Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa lembra recomendação da Comissão Nacional de Eleições sobre eventos desportivos em dia de escrutínio.
A+ / A-

O Governo ainda vai a ponderar a proibição de jogos de futebol em dias de eleições, esclarece a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

A governante recusou alongar-se sobre essa hipótese, argumentando que não foi tratada no Conselho de Ministros desta quinta-feira.

“A ponderação que iremos fazer é se deveremos tornar obrigatório que certo tipo de eventos, não tem que ser só futebolísticos, não ocorram nesse dia”, disse Maria Manuel Leitão Marques, em conferência de imprensa.

O objectivo da medida, explica a ministra, seria “permitir às pessoas maior liberdade de tempo, de voto, não haver problemas de trânsito ou de acesso às mesas eleitorais”.

A responsável pela pasta da Presidência e da Modernização Administrativa recorda que já exista uma recomendação da Comissão Nacional de Eleições (CNE) “para que não haja eventos dessa natureza em dia de eleições, reservando esse dia à participação cívica e à reflexão em torno dela”.

"Há uma recomendação da CNE, naturalmente sem valor de imposição, não é obrigatório que seja seguida, mas até foi seguida durante muitos actos eleitorais", assinalou a ministra no final da reunião do Conselho de Ministros.

Questionada sobre a reacção do PSD, que considerou um "insulto aos portugueses" e uma "manobra de diversão" a intenção de o Governo apresentar uma lei que proíba jogos de futebol em dias de eleições, a ministra diz "não perceber" essa reaçcão "tendo em conta essa ser uma recomendação da CNE" que, recordou, "não é um órgão do Governo".

O Governo está a preparar alterações ao Regime Jurídico das Federações Desportivas, de forma a proibir eventos desportivos em dias de eleições, disse esta quinta-feira à agência Lusa o secretário de Estado da Juventude e do Desporto (SEDJ).

"No desporto existe um regime jurídico das federações desportivas e é a esse regime jurídico que vamos propor alterações por forma a que eventos e espetáculos desportivos, sublinho desportivos, não coincidam com dias eleitorais", declarou João Paulo Rebelo.

O SEDJ lembrou que as recomendações da Comissão Nacional de Eleições (CNE) para que não haja coincidência de espetáculos desportivos em dias de eleições "não têm sido atendidas", admitindo que o Governo quer reforçar essas recomendações.

Para o próximo dia 1 de Outubro, data de eleições autárquicas, estão marcados quatro jogos da I Liga de futebol, caso do 'clássico' entre Sporting e FC Porto, às 18h00, mas também Marítimo-Benfica (20h15), Sporting de Braga-Estoril-Praia (16h00) e Belenenses-Vitória de Guimarães (20h30).


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Mais Uma Ideia.
    16 set, 2017 Porta 17:26
    Que tal desligarem a Internet?? Ó Kosta já nem posso ver-te. O que tu queres sei eu. O que tu queres é ISTALINISMO!
  • AGR
    14 set, 2017 LISBOA 20:10
    As pessoas não vão votar por causa do futebol ou outra actividade. NAO VAO PORQUE NAO ACREDITAM NA POLITICA E NOS SEUS INTERVENIENTES E NAS SUAS MENTIRAS E nisso que os governos e politicos deveriam pensar
  • troc
    14 set, 2017 evora 19:46
    Ponham uma fotografia do Tondela por exemplo, ou a rádio renascença também faz parte das outras missas e o Sr secretário de estado do desporto, após 2 anos de governação! soube-se o seu nome! tal a sua operacionalidade na função, provavelmente preocupado c/ a abstenção, a claque....... e IPDJ, resolveu intervir? , no que os eleitores devem fazer em dia de eleições, como o voto não seja um dever cívico , os espetáculos desportivos é que contribuem para abstenção! o resto não conta, pobre politica
  • Manuel Francisco Mar
    14 set, 2017 amadora 18:57
    Todas as noticias ligadas ao futebol, as fotos são sempre do mesmo clube. Podiam colocar o logótipo da FPF.
  • mike
    14 set, 2017 torres 18:42
    E porque não marcar as eleições para um dia sem chuva.
  • ZÉ ESPOLIADO
    14 set, 2017 18:29
    Uma coisa , não é outra coisa , explicando melhor : Fechar Hipermercados ao Domingo como na Europa isso é que era .
  • Problema contrário
    14 set, 2017 Lisboa 18:15
    Porque é que não marcam as eleições para dias em que não haja jogos? Quando as eleições foram marcadas já se sabia que havia clubes na Champions.
  • Rui
    14 set, 2017 Lisboa 17:43
    É tudo uma questão de bom senso, eu não concordo com o voto obrigatório porque estou no meio direito de não querer levantar o cu da cama.
  • .
    14 set, 2017 . 17:37
    As mesas de voto abrem ás 8 da manha, quem quer votar arranja 5 minutos até a hora do jogo que queira ver!
  • Dinis Veríssimo
    14 set, 2017 Fátima 17:26
    Tem o dia todo para votar não são 2/3 horas que vão impedir de votar num Domingo