O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Três curtas-metragens portuguesas estreiam nos cinemas

14 set, 2017 - 08:43

São "três exemplos da vitalidade da criação cinematográfica em Portugal e do seu impacto a nível internacional".
A+ / A-

"Cidade Pequena", "Coelho mau" e "Farpões Baldios", três curtas-metragens premiadas e exibidas em festivais nacionais e estrangeiros, estreiam esta quinta-feira nas salas nacionais.

"Cidade Pequena", de Diogo Costa Amarante, venceu este ano o prémio de melhor curta-metragem do Festival de Berlim, com o júri a elogiar-lhe os enquadramentos que "lembram a atenção ao detalhe presente nos quadros do Renascimento italiano".

"Coelho mau", ficção de Carlos Conceição sobre a relação entre dois irmãos, e "Farpões baldios", primeira obra de Marta Mateus, que reflecte sobre ruralidade e trabalho, tiveram estreia em Maio no festival de Cannes.

Ambos foram ainda exibidos em Julho no festival de Curtas de Vila do Conde, onde Marta Mateus recebeu o Grande Prémio da Competição Internacional.

Embora a produção de curtas-metragens em Portugal seja superior à de longas-metragens são poucas as que chegam ao circuito comercial portuguesa e a maioria são estreadas em complemento a longas-metragens.

Para a Midas Filmes, que assegura a distribuição, estes são "três exemplos da vitalidade da criação cinematográfica em Portugal e do seu impacto a nível internacional. E são, naturalmente, sinal claro de renovação e continuidade no cinema português que interessa".


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.