O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Tony Carreira diz que está tudo resolvido: "Quem não deve não teme"

13 set, 2017 - 22:35

Cantor mais popular do país agradece as milhares de mensagens de apoio e diz estar tranquilo sobre as acusações de plágio.
A+ / A-

O cantor Tony Carreira garante que o assunto está resolvido "há muito anos" com os autores de algumas das músicas, garantindo que "quem não deve não teme" e que acredita na justiça portuguesa.

O Ministério Público (MP) acusou o cantor Tony Carreira de plagiar 11 músicas de autores estrangeiros, com a colaboração do compositor Ricardo Landum, também arguido, considerando que se "arrogaram autores de obras alheias" após modificarem os temas originais.

"O assunto está resolvido há muitos anos com os autores de algumas das músicas. Recebi milhares de mensagens de pessoas a dar apoio, mas quem não deve não teme e eu estou tranquilo", disse o cantor em entrevista à SIC.

Tony Carreira garantiu que não está preocupado com o assunto e deixou críticas à Companhia Nacional de Música.

"A Companhia Nacional de Música é uma entidade que, por outros motivos, pegou nisto para estragar uma imagem. Está tudo resolvido, sei o que a Companhia Nacional de Música quer, mas não terá", frisou.

O cantor afirmou que tudo será resolvido na justiça, garantindo que acredita na justiça portuguesa.

Descubra as diferenças. Tony Carreira copiou estas músicas?
Descubra as diferenças. Tony Carreira copiou estas músicas?

As músicas "Depois de ti mais nada", "Sonhos de menino", "Se acordo e tu não estás eu morro", "Adeus até um dia", "Esta falta de ti", "Já que te vais", "Leva-me ao céu", "Nas horas da dor", "O anjo que era eu", "Por ti" e "Porque é que vens" são as 11 canções alegadamente plagiadas, segundo o despacho de acusação do MP, proferida este mês e a que a agência Lusa teve hoje acesso.

"As obras descritas são exemplos da atividade ilícita do arguido Tony Carreira, o que resulta do confronto da obra genuína alheia com a obra supostamente criada pelo arguido, por vezes com a participação do arguido Ricardo Landum, sendo que tais obras foram analisadas através de perícia musical", sustenta o MP.

A acusação diz que pelo menos desde 2012 e até à data os arguidos "têm vindo a dispor de composições musicais alheias e da sua matriz, introduzindo-lhes alterações e arranjos como se fossem suas e sem que com isso tenham criado obras distintas, genuínas e íntegras".

"Os arguidos aproveitam a matriz de obras alheias, utilizando a mesma estrutura, melodia, harmonia, ritmo e orquestração e, por vezes, a própria letra de obras estrangeiras que traduzem, obtendo um trabalho que não é mais do que uma reprodução parcial do original, não obstante a introdução de modificações", explica a acusação.

Tony Carreira está acusado de 11 crimes de usurpação e de outros tantos de contrafação, enquanto Ricardo Landum, autor de alguns dos maiores êxitos da música ligeira portuguesa, responde por nove crimes de usurpação e por nove crimes de contrafação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 18 set, 2017 palmela 02:53
    marta carlos madureira diz que nao existe queixa formal e por razao tem haver uma queixa formal o toze brito por acaso e surdo?
  • Aixa
    18 set, 2017 Tavira 01:01
    Tony Carreira es un cantor romántico nada conocido en España y no tiene nada parecido con el folclórico cantor Manolo Escobar, como aseguraba una periodista galega en radio Renascença...Es preciso saber un poco antes de opinar...
  • Maria Tavares
    15 set, 2017 Ovar 19:45
    Já a uns 40 anos a traz José Feliciano cantou a canção despues de ti kkkkkkk uma canção linda....
  • Maria Santos
    14 set, 2017 Figueira da Foz 12:36
    Acreditando que o Tony Carreira "há muito anos" resolveu com os autores de algumas das músicas, qual a preocupação da Companhia Nacional de Música? O fisco e segurança social de vez em quando também se lembram de levantar processos, a quem há muito já cumpriu as suas obrigações. Inclusive a mandam fazer penhoras... facto que pôe em causa o bom nome dos infelizes, visados. Neste país...
  • 14 set, 2017 12:25
    O toze brito que me desculpe mas spa ultimamente parece que tambem se transfornou numa empresa de assaltantes daquelas que o hernani carvalho costuma falar!
  • 14 set, 2017 12:14
    Oscar quando as coisas nao comecam a correr muito bem ao tony carreira a comunicacao social comeca a meter os pes pelas maos! O claudio ramos comeca a comparar o caso do cristiano ronaldo com o de cristiano ronaldo com o caso de tony depois vem jose cid a baila porque e unico que diz aquilo que outros artistas nao tem coragem de dizer! Por ultimo a julia pinheiro diz que a companhia de bailado e uma empresa! Mas acontece que a sociedade portuguesa de autores de uns anos para ca tambem se transformou numa especie de empresa de taxas e taxinhas!
  • José António
    13 set, 2017 Setubal 23:38
    O Zé do CAPACHO, é um plagiador arrogante!...isto é prática corrente nas artes (literatura, arquitectura, musica, etc. até nas teses de licenciatura e mestrado), uma vergonha!