O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Liga Europa

Abel. Em teoria, "Hoffenheim é superior a Benfica e FC Porto"

13 set, 2017 - 19:35

O técnico "arsenalista" assume que o primeiro adversário da fase de grupos da Liga Europa requer especiais cuidados. Ainda assim, vai rodar a equipa, devido ao curto tempo de descanso.
A+ / A-

O treinador do Sporting de Braga, Abel Ferreira, está acautelado para os perigos que o Hoffenheim representa, na primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

Em conferência de imprensa de antevisão da partida, esta quarta-feira, o técnico "arsenalista" usou dois "grandes" portugueses para provar a força do actual segundo classificado da Liga alemã:

"Vamos apanhar uma equipa agressiva, competitiva, e termos de igualar esses índices para lutar pelo resultado. Ganhou ao Bayern, podemos considerar que é superior ao Benfica e FC Porto, em teoria. Queremos dar uma boa imagem, sendo fiéis à nossa forma de jogar."

"Normalmente, os nossos adversários olham para o Braga como equipa grande", exemplificou o treinador. "Amanhã [quinta-feira] será diferente, vamos ser testados. Vamos estar menos tempo com bola e temos de estar preparados para isso. Sabemos da valia do nosso adversário, mas queremos um bom resultado."

Na opinião de Abel, para derrotar os alemães, é preciso "ter coragem, audácia" e inteligência: "Em vários momentos de jogo temos de juntar, defender, mas sempre com os olhos postos na baliza adversária. Estamos preparados para desafiar um adversário que vem da Champions e é o actual segundo classificado da Bundesliga."

Abel admitiu a possibilidade de rodar alguns jogadores. "Temos só dois dias para recuperar e queremos mostrar que queremos contar com todos. A estrela é a equipa e o estatuto é o rendimento", frisou.

O Sporting de Braga defronta o Hoffenheim na quinta-feira, pelas 18h00, no Estádio Municipal de Braga.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.