O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Sub-21

Rui Jorge admite regresso de Renato Sanches aos AA

04 set, 2017 - 19:41

O seleccionador de sub-21 salienta que a porta da selecção principal está sempre aberta, para o bem e para o "mal".
A+ / A-

O seleccionador de sub-21, Rui Jorge, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de Renato Sanches regressar à selecção principal.

Em conferência de imprensa de antevisão da partida com o País de Gales, a primeira de qualificação para o Euro 2019, em Itália e San Marino, o técnico detalhou como se deve lidar com o médio de 20 anos, que foi campeão europeu pelos AA e está, agora, no escalão abaixo.

"Um jogador profissional e de alto nível tem de viver também com o revés. Claro que é um revés, isso é inegável, os jogadores sabem isso e nem sequer devemos escondê-lo", começou por dizer, destacando que é importante "explicar o porquê":

"Eles sabem que se vêm é por algum motivo. É porque têm alguém com melhor capacidade no momento na selecção acima, é porque as opções são outras. O jogador deve perceber essa tomada de decisão e continuar a demonstrar que merece o seu espaço lá em cima."

Com o empréstimo ao Swansea, em busca de mais minutos, um regresso de Renato aos AA é hipótese real. Porém, Rui Jorge sublinhou que, para isso acontecer, o médio terá de provar que merece:

"Isto é uma porta que está sistematicamente aberta, quer para entrar, quer para sair. Os sub-21 são, por excelência, o patamar anterior à selecção principal. Se eles não cumprirem aqui, se não demonstrarem a sua qualidade a nível de clube e aqui também, será mais difícil atingir a nossa selecção principal, pela qualidade que lá temos e porque as escolhas são feitas baseadas nessa qualidade e naquilo que se rende."

Bom grupo apesar das ausências e confiança no triunfo

Apesar de reconhecer que "gostaria de ter Jota", ausente por castigo, e Yuri Ribeiro, por lesão, o seleccionador frisou que tem ao seu dispor um grupo "muito bom", até porque "a ausência de um provoca a possibilidade de outros demonstrarem a sua qualidade".

Quanto ao País de Gales, que venceu a Suíça, uma selecção bem mais cotada, fora, por 3-0, Rui Jorge elogiou, mas guardou para a sua equipa o favoritismo na partida: "Se estivermos ao nosso melhor nível e demonstrarmos a nossa qualidade, venceremos o jogo."

Portugal defronta a congénere britânica na terça-feira, pelas 19h15, no Estádio Municipal de Chaves.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel
    05 set, 2017 Moura 11:18
    Só se for para sentar os calções no banco.