A+ / A-

“Fake news”, “censura” e “verborreia”. O regresso de Cavaco em dez frases

30 ago, 2017 - 13:15

O ex-Presidente foi à Universidade de Verão do PSD, esta quarta-feira. O tema era “Os Jovens e a Política: Quando a realidade tira o tapete à ideologia”, mas a “aula” falou de muitas outras coisas.

A+ / A-
  1. "[Tenham] a força e a coragem para combaterem o regresso da censura.”
  2. "Apesar das coisas estranhas que têm acontecido no nosso país, apesar de vozes credíveis afirmarem que censura está de volta, estou convencido que portugueses ainda valorizam a verdade, a honestidade, a competência, o trabalho sério, a dedicação a servirem as populações.”
  3. “[As fake news] Não existem apenas na América do senhor Trump, mas também na generalidade dos países europeus e em Portugal.”
  4. "[Na zona euro] A realidade acaba sempre por derrotar a ideologia"
  5. “[A realidade] Tem uma tal força contra a retórica dos que, no governo, querem realizar a revolução socialista, que eles acabam por perder o pio ou fingem apenas que piam, mas são pios que não têm qualquer realidade e reflectem meras jogadas partidárias".
  6. "Se perguntassem aos partidos da coligação que defendem a saída de Portugal do euro para onde iria Portugal se saísse dessa galáxia, talvez respondessem para a galáxia onde se encontra agora a Venezuela.”
  7. “[O Estado português] Não é só indisciplinado [economicamente], mas também demasiado gordo".
  8. "Na política não há certezas, ninguém deve esperar da política gratidão ou reconhecimento”
  9. “Se o poder político conseguir controlar estas entidades [como o Conselho das Finanças Públicas] o retrocesso na transparência da nossa democracia será muito significativo.”
  10. "[Emmanuel Macron] Contrasta com a verborreia frenética da maioria dos políticos europeus dos nossos dias, ainda que não digam nada de relevante.”
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vasco
    08 set, 2017 lisboa 16:50
    SABEDORIA PURA.
  • Luis
    01 set, 2017 Lisboa 08:18
    O homem há muito que está senil. Foi um dos maiores responsáveis pelo estado a que Portugal chegou. Todas as grandes políticas por ele desenvolvidas para além de terem consumido inutilmente grandes recursos dos subsídios comunitários só contribuíram para o retrocesso do País. Mas a direitalhopitecus de tão desesperada que está e com o descrédito porque passa tenta agarrar-se e ressuscitar este provinciano bem vestidinho que toda a vida foi um péssimo e obtuso político que ainda não se convenceu que só uma parte da seita Pêpêdê é que ainda o suporta e vangloria. Toda a vida foi um manhoso ressabiado inculto e provinciano.
  • rosinda
    31 ago, 2017 palmela 22:00
    Nunca vi o cavaco fazer figuras tristes enquanto presidente da republica!Uma pessoa educada com postura de presidente ! Esteve presente no funeral de mario soares mesmo depois deste o ter ofendido na praça publica!E bom que os socialistas nao esqueçam aquela de mario soares "senhor presidente se tem medo compre um cao"
  • A verborreia
    31 ago, 2017 lx 13:11
    do costume de um manhoso do costume!...se forem capazes, analisem bem as contradições de um morto vivo!
  • jorge castro
    31 ago, 2017 Moimenta da Beira 02:18
    Sendo o político que mais tempo esteve no activo, é preciso ter muita lata para vir falar contra os políticos. Este Sr. é o Pai político de todos os presidentes do BPN e um dos beneficiados com acções a preço de saldo. Foi o político que mais contribuiu para o desmantelamento da N/ Agricultura e Pescas. A sua especialidade era estar calado quando devia falar e falar quando devia estar calado! Alguém pode por favor mandar calar este indivíduo, ou então explicar aos Jovens do PSD que ele á uma das vergonhas deste País? Obrigado
  • jorge castro
    31 ago, 2017 Moimenta da Beira 02:16
    Sendo o político que mais tempo esteve no activo, é preciso ter muita lata para vir falar contra os políticos. Este Sr. é o Pai político de todos os presidentes do BPN e um dos beneficiados com acções a preço de saldo. Foi o político que mais contribuiu para o desmantelamento da N/ Agricultura e Pescas. A sua especialidade era estar calado quando devia falar e falar quando devia estar calado! Alguém pode por favor mandar calar este indivíduo, ou então explicar aos Jovens do PSD que ele á uma das vergonhas deste País? Obrigado
  • Filipe
    31 ago, 2017 Sagres 01:29
    Confronto de gerações, uns com toda a vitalidade do mundo cheios de força para vencer obstáculos e outros derrotistas, ácidos e azedos vergados pelo destino.
  • Manuel
    31 ago, 2017 Moura 00:39
    O Cavaco não merece que se perca um minuto sequer a comentar as baboseiras que diz.
  • paulo hugo
    31 ago, 2017 ovar 00:15
    Vai dormir que já fizeste mal demais a Portugal.
  • Marilia Silvestre
    30 ago, 2017 Mangualde 19:30
    Reparem donde vêm as pedradas.Lisboa e periferia.E aqui que está montado o circo já do tempo do Sócrates e agora com a geringonça dos meninos que vivem sempre debaixo do guarda chuva do poder.Há muita gente no interior a levantar-se de madrugada para produzir e pagar impostos para alguma desta gente que nada faz a não ser nas colunas sociais denegrir,difamar e serem incorrectos com gente que merecia mais respeito.Isto é o refugo de uma sociedade que se fechou e deixa na mão desta parasitagem a missão de tentar virar a cabeça de quem pensa.Mas enganam-se os Portugueses com preparação sabem ainda distinguir o trigo do joio.Pobre País este que tem filhos deste calibre para viverem no parasitismos vendem a consciência e acabam por assaltar a carteira do próximo através dos impostos.Porque quem trabalha a sério é quem sustenta quem nada faz. Leiam os comentários miseráveis,acintosos politicamente e de um nível de moleque vem de Lisboa e periferia.Vem um ou outro do interior mas deve ser redigido por alguém da junta de freguesia que quer segurar o poleiro.Agora o povo honrado e trabalhador não se presta a este papel.Faz como quando atravessa a linha de comboio:olha,escuta e depois vê se passa, neste caso no dia do voto está lá para reagir não aos caciques,mas aquilo que vê e que sente que é melhor para o seu futuro e de seus filhos.Não emprenha pela voz de qualquer malfeitor pago para derramar asneiras que podem fazer sofrer muita gente depois.Ultimamente só prop.enganosa.