O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Governo português espera cumprimento das regras democráticas em Angola

24 ago, 2017 - 14:41

Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa deseja que as eleições tragam um período de estabilidade no país "como tem acontecido nos últimos anos".
A+ / A-

Veja também:


O Governo português espera que o processo eleitoral em Angola decorra "segundo as regras da democracia" e que dele resulte um período de estabilidade no país "como tem acontecido nos últimos anos".

No final do Conselho de Ministros, e questionada sobre as eleições em Angola realizadas na quarta-feira, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, começou por sublinhar que este tema não foi discutido na reunião do Governo, mas acedeu a fazer um breve comentário.

"Sendo um país com que temos fortes relações e um dos países-membros da CPLP [Comunidade dos Países de Língua Portuguesa], esperamos que elas decorram segundo as regras da democracia", disse.

Sobre as diferentes posições expressas pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e pela União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) acerca dos resultados eleitorais - ainda não conhecidos oficialmente -, a ministra considerou "natural que existam problemas e reclamações dos diferentes partidos concorrentes".

"Esperamos que também sejam resolvidos segundo as regras da democracia e que possa resultar, no final deste processo, um período de estabilidade como tem acontecido desde há alguns anos neste país tão importante para África e dentro da CPLP", frisou, salientou que o Governo português nada mais tem a acrescentar.

Questionada se o Governo português tem estado a acompanhar a situação dos portugueses em Macau, território afectado por um forte tufão, a governante remeteu esses esclarecimentos para o Ministério dos Negócios Estrangeiros.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • GERINGONÇOS CAVIAR
    24 ago, 2017 Lx 15:01
    Chamem os geringonços Jerónimo e Bernardino que eles são os defensores dessa ditadura comunista e cleptocrática do MPLA...Tanta hipocrisia destes geringonços falsos, poluistas e nada democráticos...
  • lescano.albano@gmail
    24 ago, 2017 luanda 14:58
    queremos uma angola mas justa para todos angola viverem em paz