O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

MPLA anuncia vitória, UNITA contesta

24 ago, 2017 - 12:27

O Movimento Popular de Libertação de Angola anunciou ter a "maioria qualificada assegurada" e a eleição de João Lourenço para Presidente. UNITA pede à Comissão Nacional de Eleições que "tenha coragem de divulgar" o "resultado real".
A+ / A-

O Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) anunciou esta quinta-feira que, com cinco milhões de votos escrutinados em todo o país, tem a "maioria qualificada assegurada" e a eleição de João Lourenço para Presidente da República.

Na sede nacional do MPLA, em Luanda, o secretário do Bureau Político do MPLA para as questões políticas e eleitorais, João Martins, afirmou que o partido assegurou a maioria qualificada.

"Temos vindo a fazer a compilação dos dados que os nossos delegados de lista nos têm remetido, das atas síntese que obtiveram das assembleias de voto a nível de todo o país. E, numa altura em que temos escrutinado acima de cinco milhões de eleitores, o MPLA pode garantir que tem a maioria qualificada assegurada", disse.

O vice-presidente da UNITA, Raúl Danda, contestou o anúncio de vitória do MPLA nas eleições gerais angolanas, exortando a Comissão Nacional Eleitoral "a ter a coragem de divulgar os resultados provisórios reais" que vão chegando aos partidos.

"Não sei de onde o MPLA está a tirar este resultado. Nós estamos a falar daquele que é o resultado real, e que estamos à espera que a CNE tenha coragem de divulgar. Não sabemos porque não o fez até agora", disse à agência Lusa Raúl Danda.

A UNITA diz que os resultados que lhe estão a chegar contradizem o anúncio da MPLA.

"O resultado que nos está a chegar das mesas e das actas-síntese das assembleias de voto, que devem estar afixadas, contradizem completamente isso que o MPLA está a tentar dizer", sublinhou o vice-presidente da formação do galo negro, Raúl Danda.

"Não é só o MPLA que está a fazer contagem. A UNITA também se preparou para fazer contagem e estamos a fazê-lo com base nas atas, nas contagens feitas nas assembleias de voto", salientou.

UNITA revela dados da sua contagem

A UNITA anunciou que os dados obtidos pelo seu centro de escrutínio das eleições gerais, com dois milhões de votos apurados, apontam para uma diferença de sete pontos percentuais para o MPLA, que segue na frente.

A informação foi prestada esta quinta-feira à agência Lusa pelo dirigente Adalberto da Costa Júnior, dirigente da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) e membro da equipa de coordenação do centro de escrutínio do maior partido da oposição.

Apurados os dados de 6.150 mesas de voto neste escrutínio paralelo, o MPLA lidera com 47,60%.

A UNITA soma 40,20% dos votos, a coligação CASA-CE 9,15%, o PRS 1,55%, a FNLA com 1,10% e a APN com 0,40%.

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) não divulgou até ao momento qualquer resultado oficial.

[notícia actualizada às 16h49]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • joao123
    24 ago, 2017 lisboa 14:53
    Quem divulga o resultado da votação é um partido concorrente ás mesmas em vez de ser a comissão eleitoral..?? Assim não vão lá...