O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Bangladesh. Fortes chuvas já fizeram 14 mortos

13 ago, 2017 - 19:56

Há três pessoas dadas como desaparecidas. Cerca de 125 mil pessoas foram enviadas para refúgios.
A+ / A-

Pelo menos 14 pessoas morreram e três continuam desaparecidas na sequência das inundações provocadas pelas fortes chuvas que afectam o norte do Bangladesh. Cerca de 125 mil pessoas foram enviadas para refúgios.

"Treze pessoas morreram hoje no distrito de Dinajpur e outra morreu no de Lalmonirhat, onde três pessoas continuam desaparecidas", disse à EFE o director-geral do Departamento de Gestão de Desastres, Reaz Ahmed.

Cerca de meio milhão de pessoas de 18 distritos do norte do país foram afectadas pelas inundações e pelas subidas fortes dos rios nos últimos dias, acrescentou Ahmed.

Na região mais afectada, no distrito de Dinajpur, 125 mil pessoas foram retiradas para 200 refúgios, adiantou o subcomissário da polícia local, Mir Khairul Alam.

"As inundações apanharam as pessoas de surpresa. É uma zona essencialmente seca, pelo que as pessoas não sabem como reagir face a esta situação", afirmou.

Em Junho, 18 pessoas morreram no noroeste do país por causa de inundações, de acordo com o Departamento de Gestão de Desastres.

Localizado no gigante Delta do Ganges, com pouca elevação relativamente ao nível do mar e com um quinto do seu território cercado de rios e afluentes, o Bangladesh costuma ser alvo de inundações na época das monções.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.