O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Fátima recorda cristãos forçados a fugir por causa da fé

13 ago, 2017 - 13:09

Arcebispo italiano Rino Fisichella dirigiu mensagem aos cristãos que são alvo de ataques, nomeadamente no Médio Oriente.
A+ / A-

O arcebispo italiano Rino Fisichella, que presidiu à peregrinação do Migrante e do Refugiado, recordou este domingo em Fátima os cristãos perseguidos e forçados a fugir das suas casas por causa da sua fé.

"A primeira leitura que escutámos conta-nos a experiência do profeta Elias. É um homem que foge porque tem medo. Querem matá-lo, porque tem fé em Deus. Esta é hoje também a experiência de tantos nossos irmãos e irmãs, forçados a fugir apenas porque carregam consigo o nome de cristãos", afirmou o presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, durante a sua homilia, no Santuário de Fátima.

O arcebispo italiano fazia uma alusão aos cristãos que são alvo de ataques, nomeadamente no Médio Oriente, onde também outras minorias religiosas e muçulmanos são vítimas do autoproclamado Estado Islâmico.

Na noite de sábado, Rino Fisichella fez um apelo para que os cristãos fizessem "um sério exame de consciência", pedindo a todos para fazerem "algo por quem está em necessidade": por aqueles a "quem a tristeza tomou a dianteira", por aqueles que "deixaram de ter uma casa", por aqueles que são "objecto de violência e de opressão".

Já hoje, o arcebispo italiano aproveitou também a homilia para alertar para uma sociedade onde as pessoas são "incapazes de manter verdadeiras relações de amizade, de sinceridade e de amor", considerando que é na fé que se descobre "a verdadeira liberdade" e se encontra um horizonte "de paz e de alegria".

A peregrinação do Migrante e do Refugiado começou no sábado e termina hoje, no Santuário de Fátima.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Também deviam
    13 ago, 2017 lx 19:40
    recordar a "santa inquisição"...ou essa é para esquecer?
  • PSI
    13 ago, 2017 Lx 16:04
    Sim, estão a ser perseguidos e mortos em países islâmicos por gente daquela religião intolorante Chamada islão.
  • Zé kalanga
    13 ago, 2017 Faro 15:32
    Oremos agora por todos aqueles que tiveram, durante séculos, de fugir destes pseudo-cristãos.
  • Mart
    13 ago, 2017 Gaia 14:58
    Que Recorde os milhares da inquisição a santa....mortos e exilados par África famílias inteiras e os seus bens roubados pela fé .. assassinos.