O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

​ASAE abre processo-crime e apreende 191 quilos de carne em fiscalização a talhos

12 ago, 2017 - 11:31

Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica visitou 90 operadores económicos.
A+ / A-

A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou 31 contra-ordenações e um processo-crime por falsificação de alimentos numa operação de fiscalização a talhos em todo o país, tendo ainda apreendido 191 quilos de carne.

"Como resultado das acções, foram fiscalizados 90 operadores económicos, tendo sido instaurados 31 processos de contra-ordenação e um processo-crime por géneros alimentícios falsificados", lê-se no comunicado da ASAE, hoje divulgado, sobre as acções de fiscalização que decorreram em todo o país ao longo do mês de Julho.

A polícia acrescenta ainda que "foram apreendidos cerca de 191 kg de géneros alimentícios comercializados nestes estabelecimentos, tais como - enchidos, carne de bovino, produtos à base de carne e conservas" e "quatro instrumentos de pesagem, tudo num valor global aproximado de 3.000 euros".

De acordo com a autoridade, as contra-ordenações devem-se maioritariamente a infracções como o desrespeito das normas higiénicas e técnicas, falta de rastreabilidade de géneros alimentícios ou falta de rotulagem.

As acções de fiscalização tiveram por objectivo a "verificação dos requisitos legais específicos da actividade, bem como das condições de armazenamento e de conservação de produtos alimentares, de forma a garantir o cumprimento dos requisitos gerais e específicos em termos de Segurança Alimentar".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.