O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Planeta Terra esgota esta quarta-feira os recursos disponíveis para 2017

01 ago, 2017 - 17:06

O limite do “orçamento natural anual” tem vindo a ser atingido cada vez mais cedo, ao longo dos últimos 47 anos.
A+ / A-

A associação ambientalista Zero revelou esta terça-feira que, a partir de dia 2 de Agosto, a humanidade atinge o limite de recursos disponíveis para 2017. No ano passado, este marco foi ultrapassado a 8 de Agosto.

De acordo com a Zero, a última vez que a humanidade utilizou os recursos do planeta de forma a que estes chegassem para o ano inteiro foi em 1970.

O limite do “orçamento natural anual” tem vindo a ser atingido cada vez mais cedo, ao longo dos últimos 47 anos.

A Zero sublinha também que Portugal contribui fortemente para estes resultados: “Se todos os países tivessem a mesma pegada ecológica do que nós, seriam necessários 2,3 planetas”.

Para os ambientalistas da Zero, as actividades humanas diárias que mais contribuem para a pegada ecológica de Portugal são o consumo de alimentos (32%) e a mobilidade (18%).

As propostas da Zero para reduzir o défice ambiental abrangem vários sectores de actividade.

Para os ambientalistas, um dos pontos fulcrais é “a extensão dos tempos de vida dos bens e equipamentos. Para sermos eficazes, teremos que mudar o paradigma de 'usar e deitar fora', para um paradigma de 'ter menos, mas de melhor qualidade'".

A aposta numa economia circular, onde "a utilização e reutilização de recursos é maximizada", deverá ser "uma prioridade transversal a todas as políticas públicas", dizem.

A promoção de uma dieta alimentar saudável e sustentável, com a redução do consumo de proteína de origem animal e um aumento significativo do consumo de hortícolas, frutas e leguminosas secas, é outra das propostas da Zero.

A associação lembra que, em Portugal, tais alterações significarão uma aproximação da balança alimentar portuguesa com o que é defendido no padrão alimentar da roda dos alimentos.

A Zero propõe ainda o investimento na mobilidade sustentável, designadamente através da melhoria das condições em que operam os transportes públicos, da disponibilização de condições e infra-estruturas que estimulem a "mobilidade suave" e da partilha do transporte (“car-sharing”).
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 10 ago, 2017 palmela 18:18
    Sonia isto e preocupante 2,3 planetas! As vezes gostava de ter mais tempo pra ler!
  • Vasco
    02 ago, 2017 Santarém 22:50
    Controlo da natalidade em muitos países é uma coisa mais do que necessário, não vamos imaginar que o planeta tem recursos inesgotáveis!.
  • Pedro Santos
    02 ago, 2017 Porto 08:07
    Sim. O Francisco Ferreira da Zero tem mesmo ar de quem só come fruta e hortaliça...
  • Jose caelos alves
    02 ago, 2017 Brasil 04:27
    Temos recursos e vamos usa los
  • Eulalia Rodrigues
    01 ago, 2017 Loures 20:54
    Bem Francisco ..e País das maravilhas !! nada mais fácil basta reciclar, e andar menos de carro, será que custa assim tanto .Gostava de saber onde à mais gelo,e neste caso onde está o desvio de atenções!!
  • Rui
    01 ago, 2017 Lisboa 20:05
    A imagem diz tudo.
  • Francisco Torres
    01 ago, 2017 Viana do Castelo 19:13
    E o facto é que 47 anos depois ainda temos recursos para gastar!!!...Deixemos de tretas Catastrofísticas...O Astro Al Gore na sua prosápia em 2016 no topo do Kilimanjaro, vaticinou que o gelo no seu topo desapareceria até finais de 2016, e .....em 2017 temos o mesmo monte ainda como mais gelo!!!!!.....Há 40 anos se apregoava que o petróleo terminaria ao consumo da época em 40 anos,.....volvidos 40 anos ainda a há petróleo ( das reservas descobertas ),....para mais 400 anos!!!!.....Sois merecedores de ser premiados com Joseph Goebbles de ouro, pela artes e manhas na manipulação da informação!!!!
  • No país da diversão
    01 ago, 2017 Lisboa 18:43
    No país da diversão vale quase tudo para desviar a atenção do essencial e manipular as pessoas. Não sei se Zero quer dizem que valem zero? Este país tem um atraso civilizacional pois existe violação de direitos humanos, falta de proteção aos mais fracos, abuso e opacidade nos poderes, censura e manipulação constante nos media para iludir/enganar as pessoas. Já não chegava o ser humano por vezes ser tratado pelos media abaixo de cão, de raposa, de cobra, de sapo, de ambiente e também de javali. Haja respeito! Eu gostava de saber o que a Zero faz pelos direitos humanos e pelos mais fracos? Mas grandes culpados são o povo que compactua com isto e ainda gosta de ser manipulado!