O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Ataque em supermercado em Hamburgo faz um morto

28 jul, 2017 - 15:35

Atacante gritou "Allahu Akbar" depois de esfaquear várias pessoas, segundo testemunha. Uma pessoa foi detida e há vários feridos.
A+ / A-
Ataque em supermercado em Hamburgo faz um morto

Uma pessoa morreu e várias ficaram feridas num ataque com arma branca num supermercado em Hamburgo.

A polícia deteve pelo menos uma pessoa mas lançou um aviso para que os populares se mantenham afastados da área, pelo que não é certo que não haja mais atacantes. Está montado um grande aparato policial no local

Não há ainda nenhuma informação oficial sobre a motivação deste incidente, mas pelo menos uma testemunha entrevistada pela imprensa alemã diz que o atacante gritou "Allahu Akbar", que significa "Deus é Grande" e tem-se tornado o grito de guerra de terroristas islâmicos.

Imagens que circulam nas redes sociais, mas confirmadas por agências, mostram o detido dentro de um veículo com a cabeça tapada com um pano manchado de sangue.

[Notícia actualizada às 16h51]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel
    28 jul, 2017 Lisboa 18:41
    E quando fica pronta a nova mesquita que o Medina, actual presidente da Camara de Lisboa, que contruir para chamara ainda mais árabes para cá? E vai construir a mesquita expropriando um português!
  • PAULO
    28 jul, 2017 PORTO 18:25
    Estamos a caminhar para uma Europa , em que quem não apresentar "traços europeus" , vai ficar com a sua vida complicada . A tolerância vai ter os seus dias e depois quero ver o que as autoridades irão fazer , aquelas que foram complacentes com Mesquitas que faziam a apologia de actos terroristas , com grupos de indivíduos que instigavam a lutas contra os "infiéis" , etc
  • CASMINHANTE
    28 jul, 2017 LISBOA 17:41
    Isto tornou-se "normalidade" da vida da Europa, graças ao caminho percorrido e decidido pelos dirigentes desta mesma Europa. Mas são os vulgares cidadãos que são chacinados, não os dirigentes.
  • pois é!
    28 jul, 2017 depoisqueixem-se 17:30
    haviam de atacar era os políticos ou os familiares, aqueles que apoiam esta escumalha, familiares dos justiceiros, destes que os metam na cadeia por um mês por agressões e evidencias de estarem ligados a grupos terroristas mas mandam os cá para fora e tempos depois eles matam gente inocente por culpa destes. A merkel ou familiares...
  • Monteiro
    28 jul, 2017 Cuba 17:18
    Pelo foto, os alemães alimentaram bem a besta!
  • jmsm
    28 jul, 2017 lisboa 16:50
    A Merkel deve estar orgulhosa.
  • Rodrigo
    28 jul, 2017 porto 16:44
    Grita "alahu akbhar", e desconhece-se a motivação do ataque.... Será que ficou furibundo com os preços?! Se calhar, não sabia que tinha de pagar pelo saco...
  • José Saraiva
    28 jul, 2017 Viseu 16:39
    nem todas as pessoas gostam de CARNE DE PORCO....e quando vão a um supermercado revoltam-se com a quantidade de produtos de origem suína á venda...
  • Dias
    28 jul, 2017 Mafra 16:16
    Ainda não apanharam o tal " jovem inadaptado e com perturbações mentais que agio isoladamente " ? Não faz mal.... que é muilticultural.