O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Leigos para o Desenvolvimento querem ajudar santomenses a apanhar a onda

27 jul, 2017 - 15:42

O projecto “Surf Porto Alegre” tem por objectivo imediato incentivar a prática do surf entre jovens de São Tomé, esperando com isso beneficiar toda a região.
A+ / A-

Apenas dois mil euros é a quantia que está a pedida pela associação católica Leigos Para o Desenvolvimento para ajudar a incentivar a prática do surf entre os jovens de Porto Alegre, em São Tomé.

A organização tem projectos em vários pontos do mundo lusófono e foi a partir da missão em São Tomé que surgiu a ideia de ajudar um grupo informal de jovens locais que já se aventuravam nas ondas, como explica Rita Fonseca. “Os Leigos para o Desenvolvimento quiseram ajudar na sua estruturação”, imprimindo-lhe uma “dinâmica associativa”. Nasceu assim o projecto "Surf Alegre".

Entre outras actividades, está já planeado um primeiro torneio de surf, já este fim-de-semana, mas caso seja possível angariar o dinheiro necessário avançarão novas ideias. “Este projecto tem como objectivo angariar fundos para que o grupo cresça e possa ter mais conhecimentos a nível teórico-prático do surf, possa divulgar a zona, o potencial de crescimento de turismo em São Tomé, eventualmente no futuro fazer actividades com turistas”, diz Rita Fonseca.

Estão previstos "workshops" para os jovens surfistas, incluindo formação em reparação de pranchas, e também a compra de algum material que falta, como licras ou pranchas. Naturalmente, o objectivo não se esgota apenas na melhoria do nível da prática do surf. Só o aumento do perfil de Porto Alegre no panorama surfista mundial pode trazer imensas vantagens do ponto de vista turístico. “Ao ajudarmos a dinamizar este grupo, consequentemente também estamos a promover o dinamismo local da zona de Porto Alegre e do seu crescimento. Por exemplo este fim-de-semana vamos ter em Porto Alegre o primeiro torneio de surf, o que é muito bom para o desenvolvimento da região e do seu turismo, portanto também há esta componente de desenvolvimento local da comunidade.”

Os interessados podem aceder ao site de crowdfunding deste projecto para fazer o seu donativo. Caso o valor total não chegue aos 2.000 euros até 11 de Setembro a campanha fica sem efeito e o dinheiro já contribuído é devolvido aos dadores.

Neste momento os Leigos Para o Desenvolvimento não estão a aceitar donativos em géneros, uma vez que o transporte até São Tomé o torna inviável.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.