A+ / A-

​Cristas sobre André Ventura: “Jamais deixaria que o CDS pudesse ser associado ao racismo"

20 jul, 2017 - 13:20

Para a líder do CDS, o candidato agora apoiado apenas pelo PSD associa "práticas de abuso a conjuntos específicos de pessoas". "Isso é racismo, isso é xenofobia."
A+ / A-

Veja também:


A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, justificou esta quinta-feira com os princípios da democracia cristã o abandono da coligação com o PSD em Loures, considerando que jamais deixará o partido ser associado ao “racismo” e “xenofobia”.

"O CDS tem um património longo, ainda ontem [quarta-feira] fizemos 43 anos. Basta olhar para a nossa carta fundadora e de princípios para perceber que tudo o que lá está continua a ser actual: princípios fundados na democracia cristã, no respeito absoluto por todo e qualquer ser humano", defendeu Assunção Cristas aos jornalistas, durante uma visita ao bairro do Loureiro, em Lisboa, enquanto candidata autárquica à capital.

A retirada do apoio do CDS ao André Ventura deveu-se às declarações polémicas que o candidato proferiu sobre a comunidade cigana, que motivaram mesmo uma queixa do Bloco de Esquerda ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados.

A líder centrista argumentou que também faz parte do património do CDS "defender uma justa atribuição dos subsídios sociais e uma eficaz fiscalização de eventuais abusos nesses mesmos subsídios sociais", mas advertiu que "coisa diversa é querer associar práticas de abuso a conjuntos específicos de pessoas".

"Isso é racismo, isso é xenofobia, e nós não vamos por essa linha e eu jamais deixaria que o CDS pudesse ser associado a essa linha", declarou.

Questionada sobre o futuro cabeça-de-lista do CDS-PP a Loures, Assunção Cristas disse que os centristas terão "um bom candidato" e estão "a trabalhar nisso".

A número três da lista liderada pelo PSD em Loures, a centrista Isaura Mariño Lourenço, revelou na quarta-feira à Renascença ter recusado encabeçar uma lista própria do CDS-PP, após o abandono da coligação com os sociais-democratas e PPM, sublinhando concordar com as posições assumidas por André Ventura sobre a comunidade cigana.

A distrital de Lisboa do CDS-PP anunciou na terça-feira que vai seguir "um caminho próprio" nas eleições autárquicas em Loures e expressou um "profundo incómodo" pela forma como o candidato se referiu à comunidade cigana.

O presidente social-democrata, Passos Coelho, defendeu na terça-feira à noite que o candidato do partido à Câmara de Loures "clarificou a sua posição", sublinhando que o PSD não tem, nem terá posições racistas ou xenófobas.

"A clarificação que o doutor André Ventura fez de uma entrevista que deu clarifica muito bem a posição, quer dele quer do PSD, quanto à matéria. Eu estou tranquilo quanto àquilo que é a nossa posição, uma posição não racista, não xenófoba: nunca foi, não é e, atrevo-me a dizer, nunca será", afirmou o líder social-democrata.

O secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa, considerou, por seu turno, que tal posição de Passos Coelho desonra o PSD.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • fanã
    21 jul, 2017 aveiro 20:30
    Paciência Portugueses, vamos ter que aturar esta criatura até Outubro .....pelo menos !
  • José Sousa
    20 jul, 2017 Porto 19:08
    Esta Senhora precisa de crescer. Dizer as verdades nuas e cruas é racismo? É xenofobia? Vá-se catar, então digo-lhe que 95% dos portugueses são racistas e xenófobos, ninguém gosta de andar a trabalhar para sustentar quem não quer nada com a sociedade a não ser mamar na teta do estado que é sustentado pelos nossos impostos. Esta sua atitude vai dar a vitória ao Sr. André Ventura pela sua coragem.
  • Fernando
    20 jul, 2017 Ponte de Lima 18:58
    O Cds nunca faria uma coisa dessas. No entanto não deve esquecer as sedes do PCP que foram incendiadas pelo CDS. Como exemplo a de Ponte de Lima
  • Carlos Costa
    20 jul, 2017 Santarem 18:49
    Força André Ventura e obrigado pela coragem!!!!!
  • thievery
    20 jul, 2017 loures 18:17
    Finalmente alguém a quem eu posso confiar o meu voto, André Ventura vamos a isso, maioria absoluta!!
  • Tugatento
    20 jul, 2017 Amarante 18:06
    Cristas, a maior hipócrita da politica portuguesa.,
  • Antonio Almeida
    20 jul, 2017 V. N. de Gaia 17:40
    Deixe-se de tretas sr.Dra. de certeza que a sra. pensa da mesma maneira,seja honesta consigo mesma deixe para lá o politicamente correto e pegue o touro pelos cornos.Estamos fartos de hipocrisia.
  • Para refletir...
    20 jul, 2017 Almada 17:35
    Assustador viver neste país! Neste país há violação de direitos humanos, opacidade nos poderes, de falta de proteção aos mais fracos, censura na comunicação social. Tudo isto factos graves, não palavras ditas da boca para fora. Mas em relação a isto não dizem nada, deve ser normal! E agora cai o "Carmo e a trindade" por umas palavras que foram ditas! O que há aqui é aproveitamento político e falta de atenção com o cidadão comum.
  • Eborense
    20 jul, 2017 Évora 17:33
    Mais uma hipócrita, cujo futuro na política não será promissor, certamente.
  • JOSE FELIX CORREIA D
    20 jul, 2017 Seixal 16:54
    Se ele está associado ao racismo a Sr Dra está certamente ligada ao oportunismo dos políticos portugueses. Então não vê que o Sr Dr André Ventura tem toda a razão. Senão venha a S Romão Seia e veja onde a dita minoria constrói casas (meio da rua e em cima de passeios), a frota automóvel que ostenta, as obras que vai fazendo sem ninguém querer ver (aí é o PS que deve falar pois o autarca é socialista), e claro os subsídios que por todo o lado usufruem. Até que enfim uma pessoa consegue desmascarar isto... e fique sabendo com o apoio de toda a gente que não pertence a partidos, ou seja não têm que ser solidários com as respetivas direções.