O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Obamacare continua. Novo plano de Trump não passa no Senado

18 jul, 2017 - 11:11

O partido está dividido sobre as potenciais consequências junto dos mais carenciados.
A+ / A-

O sistema de saúde Obamacare continua sem substituto. Mais dois senadores republicanos declaram, esta segunda-feira, a sua oposição ao plano de saúde proposto pela administração de Donald Trump.

O partido está dividido sobre as potenciais consequências junto dos mais carenciados. Jerry Moran, do Kansas, e Mike Lee, do Utah, foram os nomes mais recentes a demarcarem-se do plano de saúde de Trump, além de Susan Collins, do Maine, e Rand Paul, de Kentucky.

Donald Trump pretendia ver aprovado o American Health Care Act.

O documento não chegará sequer a ser votado, sendo agora a sua mera abolição o cenário mais provável.

Essa é a solução defendida pelo Presidente norte-americano. "Os republicanos devem simplesmente revogar o Obamacare e trabalhar a partir do zero num novo plano de saúde. Os democratas vão juntar-se", escreveu Donald Trump no Twitter.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • luis
    18 jul, 2017 Lisboa 14:18
    Talvez valha a pena dizer que se morria nos EUA sem assistência médica de complicações de uma constipação... A primeira coisa que os hospitais perguntam é se tem seguro de saúde. Se não tiver é corrido! E foi isso que o Obamacare trouxe, seguro para todos.
  • girafa
    18 jul, 2017 lisboa 13:58
    Este artigo está mal escrito, a meio do campeonato não se percebe de que documento se está a falar, se do plano de saúde de trump, se do obamacare.
  • couto machado
    18 jul, 2017 porto 13:47
    Não passa, é uma coisa; não passou, é outra. Em que ficamos com esta especulação jornalística ? Já mete nojo....
  • para quando?
    18 jul, 2017 port 11:27
    Um referendo nos USA para se saber a popularidade do "Trampa"?...A lata deste gajo é incomensurável!