O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Bombeiro ferido no combate às chamas em Alijó

18 jul, 2017 - 09:31

80% do perímetro do fogo está dominado. Nesta altura, os cerca de 600 operacionais no local contam com o apoio de cinco meios aéreos.
A+ / A-
Alijó e Mangualde activam planos de emergência
Alijó e Mangualde activam planos de emergência

Um bombeiro ficou ferido com queimaduras em segundo grau no combate ao incêndio de Alijó, no distrito de Vila Real. A informação foi confirmada à Renascença pelo presidente da Câmara, Carlos Magalhães.

O combate às chamas está a evoluir favoravelmente. De acordo com a Protecção Civil, 80% do perímetro do fogo está dominado. Nesta altura os cerca de 600 operacionais no local contam com o apoio de cinco meios aéreos.

Na Guarda, em Rochoso, nas últimas horas foram também reforçado os meios no teatro de operações. Neste momento, estão no local três meios aéreos.

Já em Mangualde a chamas estão a ser combatidas por 478 homens apoiados por 145 meios terrestres e dois meios aéreos. O incêndio que lavra desde domingo no concelho ainda se mantém com uma frente activa de difícil acesso, na zona norte da A25.

No terreno, a combater estes quatro fogos, estão 1.416 bombeiros apoiados por 439 veículos.

Os fogos levaram à activação do Plano de Emergência Municipal em Alijó e Mangualde.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), estão em risco ‘máximo’ de incêndio cerca de meia centena de concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra Guarda, Bragança e Vila Real.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.