O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Revista de Imprensa

"Bombas" latinas

18 jul, 2017 - 09:00

Confira os principais títulos da imprensa desportiva desta terça-feira.
A+ / A-

O estágio portista no México, a história de vida de Acuña e os dias contados de Arango, além do agrado de Svilar, fazem as capas dos jornais desportivos desta terça-feira.

O jornal "O Jogo" abre com: "Casillas estrela latina". Mexicanos em euforia com o guarda-redes do FC Porto. Influência do espanhol a crescer também no balneário. Presidente Marcelo, em visita ao México, também fez questão de cumprimentar a estrela dos dragões.

O jornal "A Bola" faz manchete com o novo reforço leonino: "A história de superação de Acuña". "Do fim do mundo à porta da Champions", desde a infância difícil na Patagónia até à estreia, hoje, pelo Sporting, frente ao Marselha.

O "Record" titula: Arango tem mais 15 dias para convencer Rui Vitória. O técnico devolve, ainda, Francisco Ferreira, Pedro Rodrigues e Heriberto à equipa B. "A Bola" assegura que há confiança em Pedro Pereira: "águias não tiram o tapete ao lateral-direito". Nota, ainda, para os regressos de Samaris, Zivkovic e João Carvalho.

Ainda no Benfica, "Svilar abre a porta", anuncia o "Record". Prodígio das balizas belga assume que conhece bem os encarnados. "Benfica é grande", "Júlio César é um dos melhores de sempre" e "Sou muito rápido a jogar fora da área" são algumas das afirmações do guardião de 17 anos.

"O Jogo" garante que o projecto das águias agrada a Svilar. "Anderlecht resiste, mas vontade do atleta pode ser decisiva". O guarda-redes quer um clube onde possa discutir já a baliza. Já Luisão está em dúvida para os testes no Algarve.

Quanto ao Sporting, Bojinov deixa críticas, em "O Jogo", à gestão de recursos dos leões. "Slavchev tinha de se poder mostrar." SAD procura concorrente para Piccini, livre ou cedido. O "Record" revela: Juventus pergunta por William.

Por fim, de volta ao FC Porto, o "Record" conta "toda a história de Vaná". Sérgio assume contenção: um milhão de euros em reforços, contra os 67 milhões de Nuno Espírito Santo. Em "O Jogo", Hernâni garantido por Conceição. Treinador oferece ao extremo última oportunidade para se afirmar no plantel.

Fora dos três "grandes", João Queirós, internacional sub-19 vendido ao Colónia, rende três milhões de euros. No V. Guimarães. Hurtado volta de vez, após desvincular-se do Reading. Celis também em definitivo.

Lá fora, Mourinho é o mais gastador de sempre. O treinador português já despendeu 1,4 mil milhões de euros em contratações.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.