O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

PSD quer ouvir com urgência CEMGFA, SIRP e Segurança Interna no Parlamento

17 jul, 2017 - 22:48

O PSD não descarta a possibilidade de voltar a chamar à comissão de Defesa Nacional o ministro da tutela, Azeredo Lopes, e o Chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte.
A+ / A-

O PSD apresenta terça-feira na comissão parlamentar de Defesa Nacional um requerimento para ouvir com "urgência" sobre o caso de Tancos o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas e os responsáveis do SIRP e Segurança Interna.

Em declarações à Lusa, o deputado social-democrata José de Matos Correia adiantou que o PSD quer chamar à comissão parlamentar de Defesa Nacional antes das férias parlamentares o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, o general Pina Monteiro, o secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), José Júlio Pereira Gomes, e a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, Helena Fazenda.

"Creio eu, o PSD ao fazer isso está a dar corpo à perplexidade que atingiu o país desde a semana passada, mais concretamente desde aquela reunião em que estiveram presentes o senhor primeiro-ministro e os senhores militares, porque, aparentemente, tudo aquilo que era grave deixou de ser grave, as contradições são imensas. Do ponto de vista político e do ponto de vista militar, umas vezes dizem-se umas coisas, outras dizem-se outras. O PSD acha que é tempo de pararmos para pedirmos responsabilidades e explicações", disse Matos Correia.

O PSD não descarta a possibilidade de voltar a chamar à comissão de Defesa Nacional o ministro da tutela, Azeredo Lopes, e o Chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte, "em função do que for dito na reunião" de terça-feira na comissão parlamentar, "porquanto tudo isto tem que ser apurado e todos os esclarecimentos têm que ser dados".

"De uma vez por todas, o país tem direito a saber o que se passou", disse Matos Correia, que desvaloriza, no âmbito do caso do furto de material de guerra em Tancos, os "dois factos menores" hoje conhecidos: a reintegração dos cinco comandantes que tinham sido afastados dos cargos por Rovisco Duarte para não perturbar as averiguações internas sobre o furto e a decisão de transferir o material que ainda se encontra nos Paióis Nacionais de Tancos para outros paióis.

"É preciso ir ao fundo das questões. Como disse o senhor Presidente da República, apurar tudo até às últimas consequências. Esperamos que os outros grupos parlamentares estejam disponíveis para aceitar a proposta que o PSD apresentar amanhã [terça-feira]. Se não o fizerem há instrumentos regimentais que o PSD não deixará de utilizar para que as pessoas em causa possam vir à comissão", disse o deputado social-democrata.

O furto de material de guerra nos Paióis Nacionais de Tancos, Vila Nova da Barquinha, Santarém, foi divulgado pelo Exército no dia 29 de Junho.

Granadas de mão, granadas foguete anticarro, de gás lacrimogéneo e explosivos estavam entre o material de guerra furtado.

No passado dia 11, o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, Pina Monteiro, revelou que os lança-foguete furtados "provavelmente" não teriam condições de serem usados com eficácia já que estavam indicados para abate.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Carlos Magalhães
    18 jul, 2017 Valongo 16:37
    Olhem -me estes três enviados para o Afeganistão para a frente de combate era o prêmio por nos andarem a fazer de parvos.Meu pobre país ao que chegas-te.Tanta borra a sugar os impostos do meu povo.
  • Luis
    18 jul, 2017 Lisboa 09:13
    Tenho muito receio que os senhores "deputedos" do PSD fiquem surdos e afônicos. A pedirem constantemente audições a tudo e a todos correm esses riscos. Cada vez que fazem uma audição berram que nem capados, esmurram as bancadas, dão autênticos coices, insultam tudo e todos, enfim transformaram a AR num circo. Alguns de tão carroceiros que são até assobiam quando falam. Nunca se viu uma classe política tão medíocre.
  • DR XICO
    18 jul, 2017 LISBOA 08:59
    O GEN. Rovisco Duarte tem estado à altura da situação 1º ao demitir os comandantes de Tancos (eles sim os únicos responsáveis pela pouca vergonha de deixarem roubar armas na sua unidade) 2º tem feito de tudo para defender o indefensável o desleixo a que chegou o exército (rondas de 20/20horas?? video vigilância afinal estava INOP desde 2012 e não 2015?? aproveitamento politico do PSD caiu no charco como Passos há muito lá está. AFINAL TANTA FORMAÇÃO NAS FORÇAS ARMADAS E DEPOIS UMA COISA DESTAS - TENHAM VERGONHA HOMENS DOS OMBROS CARREGADOS DE OURO
  • E com urgência
    18 jul, 2017 lx 08:47
    Será que esta gente ainda não percebeu do ridículo em que caiem? As pessoas já não levam a sério esta direita da fantochada! São uns demagogos e aproveitam-se da desgraça para tirarem dividendos políticos!
  • Pois é!
    18 jul, 2017 Lis 08:41
    Enquanto não forem para banhos vão-se refrescando com audições!...
  • É só ruido
    18 jul, 2017 lx 08:20
    Estes PSDs continuam a querer justificar o que ganham do erario publico com audições e chamadas ao parlamento para terem tempos de antena de propaganda. Propostas crediveis e isentas de hipocrisia não apresentam! É só chicana politica, sempre com os mesmos incendiários do costume!
  • Leonel
    18 jul, 2017 Lisboa 06:56
    Esta pangalhada do ppd, como nao tem ideias sobre nada, entretem-se a chatear meio mundo para parecer que existe. Ja ninguem duvida que estes tipos andam a rezar para que acontecam desgracas para falar de qualquer coisa. Que grande niojeira esta direita do vale tudo.
  • JP
    18 jul, 2017 Olhão 01:00
    No último debate do estado da nação vi este sr Correia sentado no lado da bancada do CDS e não o vi aplaudir as intervenções do querido líder Coelho. Como diria Coelho copiando o outro. Vocês batem palmas a tudo o que eu digo, agora vou libertar uns gases a ver o que acontece.
  • Joaquim Martins Augu
    18 jul, 2017 Alges 00:26
    Ó Matos Correia já tens idade para ter juízo. Então o PSD como não tem qualquer política alternativa credível para apresentar ao país, lamentavelmente, serve—se dos problemas: "Tancos; Incêndios" para aproveitamento político. É triste quando isso vem de garotos, mas mais triste ê quando esse aproveitamento vem de gente da sua idade. Atenção, não falo de pessoas com dignidade.
  • João
    18 jul, 2017 Azeitão 00:19
    Não percebo... porque razão querem falar com o pai de uma destacada militante do PSD Mafra, ex candidata a Vereadora e actual chefe de gabinete da atual presidência... É provável que digam ao Gen Pina Monteiro que a sua filha ficará em 2º lugar na lista e não em 8ª como nas últimas eleições...